Leituras de Maio e Junho de 2021

Oi, meus amores! Tudo bem? ❤

Olhem a vergonha do ser que só apareceu para falar o que andou lendo depois de dois meses. A única coisa boa é que a lista ficou maior, então vocês recebem mais dicas incríveis de leitura num único post. Espero que gostem!

1 – Desafia-me, Reveal me e Imagina-me (Estilhaça-me #5, #5.5 e #6), Tahereh Mafi

Finalmente concluí a série “Estilhaça-me” e cheguei à conclusão de que o forte dos livros é mesmo os personagens. É impossível não ser conquistado pela Juliette, o Warner, o Kenji, a Nazeera, entre outros personagens cativantes e incríveis. Como distopia, deixa um pouco a desejar, mas o desfecho foi o que considero “ok”. Não chega a ser memorável, mas também não é ruim. Valeu a leitura e é isso.

Atualização: a resenha da série já foi postada, cliquem aqui para conferir.

2 – A Rainha, A Seleção, O Príncipe, A Elite e O Guarda, Kiera Cass

Finalmente comecei a acompanhar esta série, que é a queridinha de muita gente e acabou me conquistando também. Eu gosto muito de como é construída a parte política e distópica da história, mesmo que não tenha o destaque que deveria. A questão das castas e as discussões que isso gera são muito interessantes de acompanhar, mas é claro que o forte mesmo é o romance entre America e Maxon. É bem clichê, mas eu amo assim mesmo. Achei que fosse ser algo mais instantâneo, mas não, é uma relação que é construída aos poucos, começando na amizade e evoluindo para algo mais. E eu me apeguei inclusive ao Aspen, o outro interesse amoroso da America. No segundo livro, o triângulo amoroso me irritou um pouco, com a forma como a America começou a cozinhar os dois, mas ainda assim continuei gostando da leitura. Estou ansiosa para ver o desfecho dessa primeira parte da série em “A Escolha”.

Sinopse do Livro 1:

Muitas garotas sonham em ser princesas, mas este não é o caso de America Singer. Ela topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa. Mas é claro que depois disso sua vida nunca mais será a mesma…

Para trinta e cinco garotas, a Seleção é a chance de uma vida. É a oportunidade de ser alçada a um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.
Para America Singer, no entanto, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás o rapaz que ama. Abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.
Então America conhece pessoalmente o príncipe – e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que nunca tinha ousado imaginar.

Atualização: a resenha da série já foi postada aqui.

3 – O Poço da Ascensão (Mistborn #2), Brandon Sanderson

Brandon Sanderson nunca erra, é isso! O segundo livro é tão incrível quanto o primeiro, focando mais na parte política, o que pode tornar a leitura um pouco mais “parada”, mas eu amo esse tipo de coisa, então simplesmente devorei. Mas também temos cenas de ação, e elas são de tirar o fôlego. Sério, o tanto que a Vin cresceu não está no gibi. Eu AMO essa mulher! O romance também ganha força, o que eu sei que incomoda alguns leitores, mas eu, cadelinha que sou do casal formado em “O Império Final”, adorei. Ainda assim, também acabei shipando a Vin com outro personagem que apareceu na história. Enfim, o macho bonito, com passado sombrio e que entende a mocinha mais até do que o par “oficial” dela… Não vou falar o que resulta disso, só que me surpreendi bastante com o rumo que as coisas tomaram e que, como no livro anterior, seu Brandon Sanderson também me fez sofrer horrores aqui. Mas é claro que recomendo a leitura, mal posso esperar para ver o que vai acontecer depois do final bombástico de “O Poço da Ascensão”.

Atualização: a resenha da série já foi postada, cliquem aqui para conferir.

4 – Dinastia Westmoreland #2, #3 e #3.5 (resenha aqui)

Essa é uma série que eu amei terminar. Eu li “Um Reino de Sonhos” no ano passado e virou um favorito da vida, então resolvi reler “Whitney, meu Amor” na edição atualizada para ver se minha opinião sobre a história ia mudar (spoiler: isso não aconteceu. Esse segue sendo o livro que mais odeio na vida) e finalizar com “Até Você Chegar” e “Miracles”. O saldo final da leitura acabou sendo bem positivo e até me deu ânimo para ler a outra série da Judith McNaught, “Sequels”, que descobri ser interligada a essa. Logo vou encarar os livros que faltam dessa série, mas podem aguardar uma resenha tacando o pau em “Agora e Sempre”, que foi quase tão traumático quanto “Whitney, meu Amor”. Só espero que os livros seguintes sejam tão bons quanto os outros da autora.

Whitney, meu Amor

Sinopse:

A encantadora e impetuosa Whitney não tem medo de dizer o que pensa. Por conta de seu comportamento pouco apropriado para uma moça da sociedade inglesa do século XIX, ela é forçada, pelo pai frio e severo, a mudar-se para a casa dos tios em Paris, onde recebe aulas para se tornar uma dama. Sob o cuidado dos amorosos e dedicados tios, ela desabrocha em uma mulher sofisticada e bela, tornando-se a sensação da esfuziante sociedade parisiense. Quando retorna à Inglaterra, está mudada, mas ainda deseja conquistar o belo Paul, seu primeiro amor. Mas há alguém que parece disposto a destruir sua felicidade: trata-se de Clayton Westmoreland, um poderoso duque, que está decidido a ter Whitney a qualquer preço.

Até Você Chegar

Sinopse:

A romântica Sheridan Bromleigh sonha em encontrar o homem de sua vida. Mas sua realidade como professora de etiqueta para damas da alta sociedade americana sempre a obrigou a colocar seus sonhos de lado. Até o dia em que precisou levar uma de suas pupilas, Charise Lancaster, para a Inglaterra, onde a moça se casaria com um jovem aristocrata, o lorde Burlenton.
Mas Charise foge com um desconhecido antes mesmo de encontrar seu pretendente. Sheridan fica aflita, sem saber o que fazer ou como dar a notícia ao lorde. Nesse ínterim, Stephen Westmoreland, conde de Langford, acidentalmente tira a vida de Burlenton. Sentindo-se culpado pela morte do rapaz, Stephen resolve ir ao porto no dia seguinte receber a noiva e relatar o ocorrido.
O acaso coloca Stephen e Sheridan frente a frente, porém, antes de se apresentar, a professora é vítima de um terrível acidente e acorda na mansão do conde, sofrendo de amnésia. Sentindo-se responsável pela moça, a qual pensa se tratar de Charise, o conde assume o papel de seu noivo. A partir daí, o casal se depara com uma série de mal-entendidos, meias verdades, reencontros — o que pode culminar em uma bela história de amor.

Miracles

Sinopse:

Agora disponível pela primeira vez como e-book, o romance histórico da autora best-seller do New York Times, Judith McNaught, “Miracles”, que amarra as pontas deixadas em aberto na “Dinastia Westmoreland”.

No Londres regencial, o cansado lorde Nicki du Ville recebe uma proposta ultrajante de Julianna Skeffington, que é a pupila de Sheridan Bromleigh de “Até Você Chegar”.

7 – Lugares Escondidos, Lynn Austin (resenha aqui)

É um livro lindo que traz a saga de uma família que teve o destino ditado por um homem cruel que condenou todos que “amava” à infelicidade. A autora intercala passado e presente de uma forma muito envolvente, fazendo a gente conhecer a história de todos os envolvidos. É muito emocionante e fala muito sobre recomeços, sobre seguir em frente independentemente de tudo e a importância de manter a fé em todas as circunstâncias. Eu aprendi muito durante a leitura e super recomendo ela para todo mundo!

Sinopse:

Dez anos antes, Elisa deixara o pai e, dando as costas a tudo que lhe era conhecido, partiu decidida a construir sua própria família. Agora, viúva e com três filhos, ela precisa assumir uma propriedade atolada em dívidas. Profundamente abalada, sentiu-se perdida e sem a menor ideia de como lidar com a situação.Nesse contexto, um estranho chega à sua propriedade. Elisa toma-o por mais um dos andarilhos que procuravam trabalho durante a grande depressão econômica. Eram tempos difíceis. Porém, Gabriel Harper era uma pessoa de fino trato e parecia estar tão familiarizado com o trabalho específico da fazenda, que Elisa começou a questionar se ele era mesmo quem dizia ser. Aos poucos, ela foi sendo cativada por sua gentileza e cavalheirismo… Mas Elisa sentia que Gabriel também tinha algo não revelado em seu passado que poderia, de alguma forma, prejudicar tudo pelo que ela lutara para conquistar para si e para seus filhos…Uma história com vidas entrelaçadas que vai, aos poucos, se revelando e trazendo à tona circunstâncias, necessidades, laços familiares, recordações e amores possíveis e impossíveis, do passado e do presente.

8 – Quatro Amores na Escócia, Julia Quinn, Stephanie Laurens, Christina Dodd e Karen Ranney

Quatro continhos leves, super sensuais e deliciosos de ler. Amei cada um deles, mesmo que o primeiro tenha sido um pouco diferente do que eu esperava. O meu preferido é o último, e sofro por não ter mais nada da Karen Ranney para eu ler em português 😢😢😢

Sinopse:

Diversão e paixão na Escócia, com quatro autoras de romances de época.

Terra de lendas ancestrais e de belezas selvagens, a Escócia tem o poder de despertar o romantismo. As vozes mais potentes dos romances de época se unem nesta coletânea de contos para apresentar quatro jovens prestes a descobrir o amor nesse lugar indomável, repleto de clãs, honra e paixão.

JULIA QUINN esbanja sagacidade e abusa do senso de humor afiado que se tornou sua marca registrada para contar a história de uma adorável dama inglesa que se vê em um casamento de faz de conta com um escocês atraente e sedutor e, de repente, descobre que o desejo que sente por seu noivo de mentira é muito real.

STEPHANIE LAURENS apresenta um cavalheiro rico que constata, após anos sem vê-la, que sua inimiga de infância se transformou em uma linda mulher. Agora ele vai fazer de tudo para conquistá-la antes que ela cometa o pior erro de sua vida e se case com o homem errado.

CHRISTINA DODD narra a saga de uma jovem escocesa encantadora e voluntariosa que é sequestrada por um inglês arrogante, porém irresistível. Em cenas de tirar o fôlego, ela tenta não sucumbir à proposta apaixonada de seu captor.

KAREN RANNEY escreve sobre a lenda escocesa que diz que o chefe do clã deve se casar com uma mulher que ele não conhece. Mas só o amor verdadeiro e apaixonado poderá mostrar ao sensual Laird de Sinclair quem é a noiva que o destino lhe reservou.

9 – The Shadows Between Us, Tricia Levenseller

É um livro delicioso de ler, que me envolveu e prendeu minha atenção do início ao fim, mesmo deixando bastante a dever em relação à fantasia. O romance, por si só, já faz a leitura valer a pena. Só que temos muitas, muitas, MUITAS semelhanças com “Corte de Espinhos e Rosas”, quase beirando ao plágio, acho que por isso gostei tanto, mas já fica o aviso para quem também já leu ACOTAR. Ah, e é “friends to lovers” (amigos que se apaixonam) e não “enemies to lovers” (inimigos que se apaixonam).

Sinopse:

“Eles nunca encontraram o corpo do primeiro e único homem que partiu meu coração. E nunca encontrarão…”

Alessandra está cansada de ser esquecida, mas ela tem um plano para ganhar poder:
1) Corteje o Rei das Sombras.
2) Case-se com ele.
3) Mate-o e tome seu reino para si.

Ninguém sabe a extensão do poder do recém-coroado Rei das Sombras. Alguns dizem que ele pode comandar as sombras que giram em torno dele para cumprir suas ordens. Outros dizem que elas falam com ele, sussurrando os pensamentos de seus inimigos. Apesar de tudo, Alessandra sabe o que merece e vai fazer tudo o que estiver ao seu alcance para consegui-lo.

Mas Alessandra não é a única tentando matar o rei. Enquanto atentados contra a vida dele são feitos, ela se descobre tentando mantê-lo vivo por tempo suficiente para que ele a torne sua rainha – enquanto luta para não perder seu coração. Afinal, quem melhor para um Rei das Sombras do que uma rainha astuta e vil?

10 – Uma Segunda Chance para o Amor, Michaelly Amorim (resenha aqui)

O título diz tudo: essa é uma história sobre reencontros e segundas chances no amor. Nós temos um mocinho que fechou o coração em prol de uma vingança e uma mocinha super inteligente e com um talento ímpar para os negócios, que corre atrás do que quer e faz o que for preciso para ser bem-sucedida… Até seduzir o próprio marido. Preciso dizer mais? Leiam!

Sinopse:

Tudo o que lady Crosbey queria era continuar a tratar de negócios e aumentar seus investimentos. O retorno de seu marido da guerra, entretanto, tornava seu desejo impossível de se realizar.
Para piorar a sua situação, seu casamento corria o risco de ser anulado! Se os planos de seu sogro se concretizassem, Alphonsine perderia tudo o que conquistou durante os anos nos quais investiu seu dinheiro.
Havia algo que poderia evitar a anulação: um filho. Só havia um problema: Elijah não parecia ter qualquer interesse em retomar o casamento dos dois.
Seduzir o próprio marido talvez seja a única forma de Alphonsine garantir que tudo o que conquistou permaneça em suas mãos. Mas ela estará pronta para lidar com as consequências de sua nova empreitada?

11 – Um Lugar para Tocar o Céu – Livro 1, Loreena Bell

Meu tipo preferido de história: aquela que me faz chorar. Se gostam de histórias emocionantes, esse livro foi feito para vocês. Romances ambientados durante a Segunda Guerra Mundial normalmente são dolorosos de ler mesmo, e isso não é diferente aqui, ainda mais com os detalhes históricos que a autora colocou na obra, mas também é um livro que deixa nosso coração muito quentinho. Nós temos uma mocinha muito forte que decide lutar pelo seu país e um mocinho que se culpa pelas barbaridades cometidas pelos seus conterrâneos e passa por uma jornada de redenção maravilhosa.

Sinopse:

França, 1940
Após depararem-se com a horda de soldados alemães na pacata comunidade de Bussy, os franceses têm de lidar com a iminente invasão das tropas comandadas por Hitler entrando sem permissão em suas casas, saqueando seus pertences e roubando-lhes a própria dignidade. Enquanto milhares de famílias parisienses fogem dos horrores de tal conflagração, a jovem senhorita Amélie Cartier tenta lutar contra a miséria e proteger o avô, o único familiar que a guerra não lhe tomou. Sob ordem da milícia alemã, Amélie se vê obrigada a ceder sua casa em prol de abrigar o próprio inimigo, tendo de lidar não apenas com os destroços que restaram de sua vida, mas também com o ódio que o Primeiro Tenente Friedrich Von Wolfgang lhe provoca.

12 – A Lady de Lyon (Crown’s Spies #1), Julie Garwood

Uma releitura que eu simplesmente amei fazer. Quem gosta de casal cão e gato, precisa conhecer os mocinhos deste livro. Eles fazem a gente se acabar de rir com as brigas e morrer de calor com as reconciliações. Confesso que o mocinho me irritou um pouco, com seu jeito mandão, mas a mocinha não é do tipo que abaixa a cabeça e se deixa dominar, então foi legal assim mesmo. Recomendo!

Sinopse:

Christina Bennett causou furor na sociedade londrina. A arrebatadora beldade esconde com sucesso o segredo de seu misterioso passado até a noite em que Lyon, o marquês de Lyonwood, rouba-lhe um beijo ousado e sensual. O arrogante aristocrata com coração de pirata prova o gosto do fogo selvagem que arde por baixo do charme indiferente de Christina e anseia por possuí-la intensamente.

13 – O Amor é Cego, Lynsay Sands

Quem é fã dos romances de banca, provavelmente conhece essa autora. Ela é a queridinha de muita gente e virou a minha também. Leitura rápida, super envolvente e divertida, com zero mi mi mi e uma pitadinha de mistério que tornou tudo ainda mais instigante. E o casal é daqueles que conquista a gente desde a primeira interação. Comecei e terminei no mesmo dia, de tão bom. Estou ansiosa para conhecer mais histórias da Lynsay Sands.

Sinopse:

Inglaterra, 1720

Adrian Montfort, o conde de Mowbray, sabia que a bela e estabanada lady Clarissa Crambray podia ser perigosa. Ela era, na verdade, um desafio. Mas era exatamente o desafio que ele precisava…

Clarissa sempre desejou encontrar um noivo, mas sua madrasta queria mais ainda que a enteada encontrasse alguém disposto a se casar com ela. Clarissa concordava que os óculos escondiam a beleza de seu rosto, mas se ela seguisse o conselho da madrasta e não os usasse, como iria enxergar? Já causara confusão suficiente para merecer um apelido infame nos círculos sociais, em função de sua deficiência visual. Todos os possíveis pretendentes pareciam sair correndo… Até que de repente apareceu um cavalheiro disposto a dançar com ela. Um homem elegante, atraente, misterioso… E Clarissa se vê a tropeçar… no amor!

14 – Marcas do Passado (Spin-off da Trilogia Paixões Improváveis), Sara Fidelis (resenha aqui)

Uma história curtinha, mas muito emocionante. Amei cada página dessa leitura, mas não vou me estender muito porque já postei a resenha dessa novela, deem uma conferida.

Sinopse:

Lorde Charles Willian Cavendish, futuro duque de Devonshire, teve a vida e os planos interrompidos por um acidente.
Sem ter ideia de quem é, ele assume uma nova identidade e uma nova história.
Trabalhando como homem do campo, conhece uma jovem e se apaixona por ela.
O que Charles não sabe é que a bela senhorita Davies esconde muitos segredos por trás de seus belos olhos.

A senhorita Elaine Davies foi vítima de violência de todos os tipos durante longos anos e finalmente se viu livre do inferno ao qual fora submetida.
No entanto, em sua nova jornada, o destino trata de colocar em seu caminho alguém do passado.
Ela sabe quem ele é.
Ele não se lembra dela.
Até que ponto os sentimentos podem florescer em meio às mentiras?
E quando a verdade vier à tona, Charles saberá perdoar?

15 – Poderosa Liberdade (Poderoso Destino #2), J. Marquesi (resenha aqui)

Panfletei à vontade este livro nos stories do Instagram, porque ele é simplesmente maravilhoso. Um casalzão apaixonante, muita representatividade, mulheres incríveis e pautas sociais mega importantes sendo abordadas de uma forma incrível e que não deixa a leitura pesada. Se quiserem saber mais, confiram a resenha.

Sinopse:

O primeiro amor sempre deixa lembranças boas e ruins. No caso de Marieta da Silveira, seu primeiro amor havia lhe deixado um gosto amargo de decepção e mentira. Imaginara que ele era diferente, que a via além de todo o estigma que seu povo sofria, que ela mesma carregava, mas não. Joaquim Ávila era como todos os outros que já tinha conhecido. Agora era uma mulher livre, de corpo e alma, e havia jurado que nunca mais ninguém teria poder de lhe prender novamente. Tinha chegado a hora de seu recomeço, desta vez em Londres, e nem mesmo o reencontro com aquele que fora seu grande amor no passado iria tirar dela a vontade de ser finalmente dona de si mesma. No entanto, não será uma tarefa fácil: Marieta terá que manter a cabeça erguida para continuar em busca de seus sonhos sob o julgamento de uma sociedade racista para, enfim, livrar-se das amarras que sempre foram impostas a ela.

16 – A Melodia Feroz (Monstros da Violência #1), Victoria Schwab

Minha primeira experiência com a autora e valeu a pena. Gostei muito da escrita da Victoria, a leitura fluiu bem depressa. Achei o mundo muito bem construído e fui conquistada pelos dois protagonistas, mesmo que a mocinha tenha, sim, me feito passar uma raivinha em alguns momentos. Era pra eu ter terminado a duologia, mas não consegui, mas logo, logo venho trazer o veredito final da série pra vocês.

Sinopse:

Muitos humanos são monstros. E muitos monstros sabem se passar por humanos.
Kate Harker e August Flynn vivem em lados opostos de uma cidade dividida entre Norte e Sul, onde a violência começou a gerar monstros de verdade. Eles são filhos dos líderes desses territórios inimigos e seus objetivos não poderiam ser mais diferentes. Kate sonha em ser tão cruel e impiedosa quanto o pai, que deixa os monstros livres e vende proteção aos humanos. August também quer ser como seu pai: um homem bondoso que defende os inocentes. O problema é que ele é um dos monstros, capaz de roubar a alma das vítimas com apenas uma nota musical.
Quando Kate volta à cidade depois de um longo período, August recebe a missão de ficar de olho nela, disfarçado de um garoto comum. Não vai ser fácil para ele esconder sua verdadeira identidade, ainda mais quando uma revolução entre os monstros está prestes a eclodir, obrigando os dois a se unir para conseguir sobreviver.

Atualização: a resenha da série já foi postada aqui.

17 – Um Herói para Domar um Coração (As Watsons #1), Lygia Camelo Santiago (resenha aqui)

Mais uma leitura rápida, leve e muito gostosa. E a Lygia entregou saliência, o que me deixou passada, chocada, mas adorei! Aqui temos uma mocinha aventureira que vai atrás do que deseja, mesmo que tenha que se disfarçar de homem para isso, e um duque turrão que tem o coração balançado assim que bota os olhos naquele soldado suspeito…

Sinopse:

Quando Napoleão fugiu da Ilha de Elba, outra fuga também foi orquestrada.
Com algumas roupas velhas do pai e as moedas conquistadas pela venda dos próprios cabelos, Seline Watson se alistou às tropas inglesas para viver o sonho de ser livre e de lutar por seu país. Ela não poderia imaginar, contudo, que no seu caminho para os campos de batalha estaria o duque de Gothburn, Bruce Woosley.
Bruce vive pelo dever. Com muitas guerras em sua história, ele não está ansioso pela próxima batalha, mas não pode fugir dela. Para ele, é inconcebível que alguém fuja do conforto de um lar amoroso para aquele tipo de pesadelo.
Ao roubar o sonho de guerra de Seline, enviando-a para o serviço médico, o duque não imaginava que fosse precisar dos cuidados dela. Sem querer o sangue de Bruce em suas mãos, ela vai descobrir que sua liberdade talvez tenha caminhos diferentes dos que imaginou ao sair de casa.
Juntos, Bruce e Seline vão descobrir que os sonhos podem nos levar a uma realidade inesperada, mas muito mais doce.

18 – Corte de Chamas Prateadas (Corte de Espinhos e Rosas #4), Sarah J. Maas (resenha aqui)

Eu li “Corte de Espinhos e Rosas” em fevereiro de 2018 e, desde então, vinha sonhando com este livro. Foi uma longa espera, mas valeu cada segundo. Sarah J. Maas entregou tudo nessa história: romance, ação, crescimento pessoal dos personagens, uma jornada emocionante de redenção e muita sororidade. O livro tem, sim, alguns problemas, mas eu amei cada página assim mesmo… Mentira, eu odiei as últimas páginas. Queria ralar a cara de certo grão-senhor no asfalto, mas vou criar um post específico para falar disso. Aguardem!

Sinopse:

“Corte de Chamas Prateadas” é a sedutora e poderosa sequência da aclamada série “Corte de Espinhos e Rosas”.
Nestha Archeron sempre foi orgulhosa, irritável e lenta em perdoar. Ter sido Feita pelo Caldeirão não tornou sua personalidade mais doce. Mas o que poucos sabem é que, por trás da fachada de força, Nestha carrega uma dor que a está corroendo: o arrependimento por não ter feito nada para ajudar a família quando caíram na pobreza e por não ter sido capaz de salvar o pai…

Desde que foi forçada a entrar no Caldeirão e se tornar Grã-Feérica contra sua vontade, ela lutou para encontrar um lugar para si mesma dentro do mundo estranho e mortal que habita. No entanto, ela não consegue superar os horrores da guerra com Hybern e tudo o que perdeu nela.
A única pessoa que a incendeia, mais do que qualquer outra, é Cassian, o guerreiro com cicatrizes de batalha cuja posição na Corte Noturna de Rhysand e Feyre o mantém constantemente na órbita de Nestha. Mas seu temperamento não é a única coisa que Cassian inflama. O fogo entre eles é inegável, e fica ainda mais quente quando são forçados a ficarem próximos um do outro.
Como se não bastasse, a possibilidade de uma nova guerra desponta no horizonte e, enquanto isso, as traiçoeiras rainhas humanas que retornaram ao continente durante a última guerra forjaram uma perigosa nova aliança, ameaçando a frágil paz que se instalou nos reinos… E a chave para detê-los pode depender de Cassian e Nestha enfrentarem seu passado assustador.
Contra o pano de fundo arrebatador de um mundo devastado pela guerra e atormentado pela incerteza, Nestha e Cassian percebem que apenas juntos podem triunfar, e lutam contra monstros por dentro e por fora enquanto buscam aceitação – e cura – nos braços um do outro.

19 – Amante Britânico, Penelope Ward e Vi Keeland (resenha aqui)

Amei muito! Livro sensual, mas também extremamente fofo. Adorei que a mocinha seja mais velha que o mocinho e muito bem resolvida. O filho dela é uma coisa, sério, impossível não ser cativado por ele, e a relação dele com o mocinho é tudo pra mim. Indicação certeira para curar a ressaca literária. Funcionou comigo e com uma amiga, que também indiquei e conseguiu ler todinho em um dia, mesmo não sendo a maior fã de hots contemporâneos.

Sinopse:

Das autoras best-sellers do New York Times de “Milionário Arrogante” e “Piloto Playboy”, chega um novo e sexy romance.

Querida Bridget,

É altamente questionável o fato de um dia eu ter a coragem para falar isso pessoalmente. Então aqui vai:

Somos completamente errados um para o outro. Nós dois sabemos disso. Provavelmente, você é a última mulher na face da Terra que eu deveria querer e vice-versa. É a mãe solteira com uma boa cabeça. Eu sou apenas o residente despreocupado e atrevido passando pela cidade e morando temporariamente na sua garagem convertida em apartamento até voltar para a Inglaterra.

Mas o que acontece é o seguinte: por algum maldito motivo, não consigo parar de pensar em você de todas as formas bem inapropriadas.
Quero você.

O único motivo de eu estar admitindo tudo isso agora é porque não acredito que só eu esteja sentindo isso. Também percebo em seus olhos quando olha para mim. E, por mais grosseiro que eu pareça quando estamos brincando sobre sexo, minha atração por você não é brincadeira.
Então, qual é o objetivo deste bilhete? Acho que é um lembrete de que somos adultos, de que sexo é saudável e natural e que pode me encontrar logo depois da porta da cozinha. Mais especificamente, para te avisar que vou deixar a porta entreaberta a partir de hoje no caso de querer me visitar no meio da noite. Sem perguntas envolvidas.

Pense nisso.

Ou não.

O que quer que escolha.

Duvido que vou acabar jogando isso por debaixo da sua porta, de qualquer forma.

Simon.

E esses foram os livros que eu andei lendo. Vocês já leram algum deles? Me contem o que acharam! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s