Resenha: Monstros da Violência, Victoria Schwab

Oi, meus amores! Tudo bem? ❤

Vim falar sobre a duologia “Monstros da Violência”, uma das séries de fantasia e distopia mais diferentes que eu já li na vida. Aqui atos ruins dão origem a monstros, literalmente falando. Brigas violentas dão origem a corsais, criaturas de aparência tenebrosa que se alimentam de carne. Assassinatos fazem nascer corsais, monstros de aparência próxima à humana que se alimentam de sangue. Já os sunais são extremamente raros e surgem após grandes massacres, eles se alimentam de almas.

A história se passa em Veracidade, uma cidade dividida em duas partes. O Norte é controlado por Callum Harker, um homem inescrupuloso que mantém os monstros numa coleira e cobra valores absurdos dos cidadãos pela “segurança” e pela aparência de normalidade. Já o Sul é controlado por Henry Flynn, um homem que prefere enfrentar os monstros de frente em vez de fingir que não existem.

Kate é a filha de Callum, uma garota impulsiva e violenta que vive tentando se provar pro pai. Ele a enviou para longe de Veracidade após a morte da mãe, mas ela faz de tudo para ser expulsa das escolas que frequenta, até finalmente obrigá-lo a trazê-la de volta à cidade. Já o August é um sunai que vive no Sul e luta ao lado de Henry Flynn, a quem considera um verdadeiro pai. A ironia da coisa é que, enquanto a Kate, que é humana, abraça a violência, August luta ao máximo contra a própria natureza monstruosa. O problema é que se ficar muito tempo sem se alimentar, ele pode perder o controle sobre si mesmo e cometer um massacre.

O caminho dos dois se cruza quando August é enviado para se infiltrar na escola de Kate como aluno e observá-la de perto. É uma missão aparentemente fácil, mas quanto mais os dois se conhecem, mais coisas descobrem em comum, e uma amizade sincera começa a surgir entre eles. No entanto, numa cidade habitada por monstros, a paz não pode durar muito tempo…

Foi minha primeira experiência de leitura com a Victoria Schwab e valeu super a pena, achei a escrita deliciosa e o universo é muito bem construído. Fui completamente conquistada pelos dois protagonistas, mesmo que a Kate tenha me feito passar raiva em alguns momentos. E “O Dueto Sombrio” foi ainda melhor que “A Melodia Feroz”. A autora expandiu o universo e desenvolveu muito bem os conflitos e a evolução dos personagens, além de ter dado um desfecho coerente à história, mas já aviso que o final me deixou completamente destruída. Leiam por sua conta e risco.

Confiram as sinopses dos dois livros abaixo:

A Melodia Feroz

Sinopse:

Muitos humanos são monstros. E muitos monstros sabem se passar por humanos.
Kate Harker e August Flynn vivem em lados opostos de uma cidade dividida entre Norte e Sul, onde a violência começou a gerar monstros de verdade. Eles são filhos dos líderes desses territórios inimigos e seus objetivos não poderiam ser mais diferentes. Kate sonha em ser tão cruel e impiedosa quanto o pai, que deixa os monstros livres e vende proteção aos humanos. August também quer ser como seu pai: um homem bondoso que defende os inocentes. O problema é que ele é um dos monstros, capaz de roubar a alma das vítimas com apenas uma nota musical.
Quando Kate volta à cidade depois de um longo período, August recebe a missão de ficar de olho nela, disfarçado de um garoto comum. Não vai ser fácil para ele esconder sua verdadeira identidade, ainda mais quando uma revolução entre os monstros está prestes a eclodir, obrigando os dois a se unir para conseguir sobreviver.

Link de compra: https://amzn.to/3cxZLLE.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟

O Dueto Sombrio

Sinopse:

Na sequência final de “A Melodia Feroz”, Kate Harker precisa voltar para Veracidade e se unir ao sunai August Flynn para enfrentar um ser que se alimenta do caos. Kate Harker não tem medo do escuro. Ela é uma caçadora de monstros ― e muito boa nisso. August Flynn é um monstro que tinha medo de nunca se tornar humano, mas agora sabe que não pode escapar do seu destino. Como um sunai, ele tem uma missão ― e vai cumprir seu papel, não importam as consequências. Quase seis meses depois de Kate e August se conhecerem, a guerra entre monstros e humanos continua ― e os monstros estão ganhando. Em Veracidade, August transformou-se no líder que nunca quis ser; em Prosperidade, Kate se tornou uma assassina de monstros implacável. Quando uma nova criatura surge ― uma que força suas vítimas a cometer atos violentos ―, Kate precisa voltar para sua antiga casa, e lá encontra um cenário pior do que esperava. Agora, ela vai ter de encarar um monstro que acreditava estar morto, um garoto que costumava conhecer muito bem, e o demônio que vive dentro de si mesma.

Link de compra: https://amzn.to/3v7gxYd.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

E é isso, meus amores, espero que tenham gostado de conhecer esta história! Obrigada pela visita, beijos e até o próximo post 😘😘😘

4 comentários sobre “Resenha: Monstros da Violência, Victoria Schwab

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s