TBR da MLI (Maratona Literária de Inverno) 2021

Oi, meus amores! Tudo bem? ❤️

Olhem só quem voltou duas vezes no mesmo dia! Mas agora é uma passadinha rápida só para dizer que vou participar da MLI este ano. Para quem não sabe, é um evento de duas semanas organizado pelo Victor do Geek Freak e que conta com a participação de vários booktubers incríveis. Ele vai começar agora à meia-noite do dia 10 e terminará no dia 24. Em 2021, teremos 5 desafios, e eu escolhi livros que se encaixam em cada um deles. Confiram quais foram a seguir…

1 – Família Atwood: um livro publicado originalmente antes de 2010

Para esse, eu escolhi “O Herói das Eras”, que foi publicado originalmente em 2008 e é o único livro que falta para eu terminar a primeira era de “Mistborn”. Eu já deveria até ter terminado, mas acabei me enrolando toda nas leituras e não consegui. Mas agora vai…

Sinopse:

Após subverter a lógica dos livros de fantasia tradicional e arrebatar uma quantidade incrível de admiradores, entre eles George R. R. Martin em pessoa, Brandon Sanderson encerra a trilogia fantástica “Mistborn” de forma no mínimo surpreendente.

Para acabar com o Império Final e restaurar a liberdade, Vin matou o Senhor Soberano, mas, em consequência, poderosos terremotos causaram o retorno das trevas, e a humanidade parece estar definitivamente condenada. Resta saber como Vin poderá se livrar da culpa e reverter esse cenário. A conclusão da série promete não decepcionar os leitores dos dois primeiros volumes, já que está repleta de revelações e reviravoltas dignas dos leitores mais exigentes.

Atualização: a resenha da série já foi postada aqui.

2 – Família Sanderson: um livro de uma série que você escondeu na estante por muito tempo

“A Seleção” é uma série que está na minha lista há muito, muito tempo, mas eu sempre enrolei para ler. Em maio, eu finalmente tomei vergonha na cara e comecei a desbravar essa história e, se tudo der certo, agora eu terminarei a trilogia principal com “A Escolha”. Expectativas altíssimas para essa leitura, vamos ver se serão atendidas…

Sinopse:

America era a candidata mais improvável da Seleção: se inscreveu por insistência da mãe e aceitou participar da competição só para se afastar de Aspen, um garoto que partira seu coração. Ao conhecer melhor o príncipe, porém, surgiu uma amizade que logo se transformou em algo mais… No entanto, toda vez que Maxon parecia estar certo de que escolheria America, algum obstáculo fazia os dois se afastarem. Um desses obstáculos era Aspen, que passou a ocupar o posto de guarda no palácio e estava decidido a reconquistar a namorada. Em encontros proibidos, ele a reconfortava em meio àquele mundo de luxos e rivalidades. Com essas idas e vindas, America perdeu um pouco de espaço no coração do príncipe, lugar que foi prontamente ocupado por outra concorrente. Para completar, o rei odiava America e a considerava a pior opção para o filho. Assim, tentava sabotar a relação dos dois, inventando mentiras e colocando a garota em prova a todo instante.
Agora, para conseguir o que deseja, America precisa cortar os laços com Aspen, conquistar o povo de Illéa e conseguir novos aliados políticos. Mas tudo pode sair do controle quando ela começa a questionar o sistema de castas e a estratégia usada para lidar com os ataques rebeldes…

Atualização: a resenha da série já foi postada aqui.

3 – Família Quinn: um livro com a capa predominantemente preta ou branca

Eu coloquei dois calhamaços na lista, então precisei escolher um livro mais curtinho para dar conta de tudo. Estou mega ansiosa para saber mais sobre o Cardan e tenho certeza de que os continhos de “Como o Rei de Elfhame Aprendeu a Odiar Histórias” (resenha já postada aqui) serão perfeitos para isso.

Sinopse:

Retorne, em “Como o Rei de Elfhame Aprendeu a Odiar Histórias”, ao cativante e irresistível universo da série best-seller “O Povo do Ar”.

Era uma vez, em uma terra mágica e distante, um garoto com uma língua perversa.
Antes de se tornar um príncipe cruel ou um rei perverso, Cardan era uma criança fada conhecida por ter um coração de pedra. Em “Como o Rei de Elfhame Aprendeu a Odiar Histórias”, a autora best-seller #1 do New York Times Holly Black revela um olhar mais profundo sobre a vida do enigmático Grande Rei de Elfhame.
No Reino das Fadas, um príncipe jovem, perigosamente bonito e, acima de tudo, cruel conhece Jude, uma humana criada em Elfhame. Uma trilogia inteira é dedicada a contar a história de sua perspectiva, mas, agora, Cardan está no centro das atenções. Esta história inclui maravilhosos e precisos detalhes da vida do Grande Rei antes dos acontecimentos de “O Príncipe Cruel”, uma aventura que ultrapassa as fronteiras de “A Rainha do Nada” e, ainda, momentos fundamentais vistos anteriormente pela perspectiva de Jude, narrados na íntegra pelo ponto de vista de Cardan.
Este novo livro é um retorno ao universo dos romances épicos, acelerados, perigosos e carregados de drama que conquistaram leitores por todo o mundo. Com cada história acompanhada de deslumbrantes e coloridas ilustrações, “Como o Rei de Elfhame Aprendeu a Odiar Histórias” se torna um indispensável item de colecionador a ser apreciado por públicos de todas as idades.

4 – Família Coben: um livro com vários elogios, mas que você sempre teve suas suspeitas sobre gostar

Então, até hoje eu não vi nenhuma resenha negativa sequer sobre “Um Estranho Sonhador” (resenha já postada aqui), mas sempre tive um medinho de a leitura ser pesada e tals, devido ao estilo de escrita da autora, então sempre adiei a leitura. Confesso que estou mais tranquila depois de conversar com a Gio do ig @starfire.livros, mas ainda não sei se esse livro foi feito para mim. Vamos ver como será minha experiência…

Sinopse:

Apaixone-se pela literatura fantástica de Laini Taylor, autora best-seller do The New York Times e finalista do National Book Award!

O sonho escolhe o sonhador, e não o contrário – e Lazlo Estranho, órfão de guerra e bibliotecário júnior, sempre temeu que seu sonho tivesse escolhido mal. Desde os cinco anos, ele era obcecado pelos mistérios de Lamento, uma cidade mítica perdida. O que aconteceu lá duzentos anos atrás que a separou do restante do mundo? Que tipo de deuses existiam lá e foram mortos pelo Matador de Deuses? Essas respostas o aguardam em Lamento, mas também mais mistérios – incluindo a deusa de pele azul que aparece nos sonhos de Lazlo.
Neste romance de tirar o fôlego – indicado para sonhadores dispostos a se aventurar em mundos mágicos, repletos de personagens marcantes e seus conflitos emocionais –, a sombra do passado é tão real quanto os fantasmas que assombram a cidadela de divindades assassinadas.
Aventure-se em um mundo mítico de horror e maravilha, mariposas e pesadelos, amor e massacre.

O Renascimento Cultural italiano é o pano de fundo deste romance que promete trazer ao leitor fortes emoções.
Benvenuti!

5 – Família Green: um livro com uma média de pelo menos 4 estrelas no Skoob ou no Goodreads

Eu ando uma vergonha como parceira, mas vamos ver se consigo melhorar isso agora que estou livre das resenhas de 2020. Para começar, pretendo ler “Uma Noite para Seduzir uma Libertina” (resenha já postada aqui), o terceiro volume da série “Amores em Kent”, que tem uma média de 4.4 no Skoob. Estou super ansiosa para começar a nova série da Tatiana Mareto, que é com os parentes da mocinha desse livro, então vai ser mais interessante ler a história dela antes.

Sinopse:

Lady Caroline Eckley não segue nenhuma das convenções de sua época. É livre, não guardou sua castidade para seu marido, não deseja se casar e prefere passar as noites nos clubes de cavalheiros, jogando. Sobrinha do falecido marquês de Granville, foi criada entre sete homens e não possui quase nenhum trato social feminino. E ela pretende ensinar outras mulheres a serem como ela. Até ser procurada pelo lindo e intrigante lorde Isaac McFadden com uma proposta – quase – irrecusável. Ele precisava dela, e dos seus conhecimentos, para livrá-lo do grande fardo da… virgindade. Mas Caroline recusa e Isaac decide, então, seduzi-la. No terceiro livro da série “Amores em Kent”, a primeira declarada libertina de Londres precisa fugir das investidas cavalheirescas e românticas do encantador, lindo e mais cobiçado solteiro de Londres. Em um jogo de gato e rato, Caroline e Isaac se estranham e se entendem em uma sequência de eventos que culminará no confronto – e abandono – dos seus projetos de vida.

E esses são os livros que escolhi para a maratona. Algum de vocês também vai participar? Me contem que livros escolheram para cada um dos desafios ❤️

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s