Resenhas: Um Bárbaro de Joelhos e Marcas do Passado (Spin-offs da Trilogia Paixões Improváveis), Sara Fidelis

Oi, meus amores! Tudo bem? ❤

Hoje eu vim falar com vocês sobre os dois spin-offs de uma das séries de época nacionais mais divertidas que já li. Os três livros principais já foram resenhados no blog, cliquem aqui para conferir caso ainda não tenham visto.

Um Bárbaro de Joelhos

Sinopse:

Lorde Ian MacRae não é exatamente o que se espera de um nobre. Com um desprezo transparente por regras da alta sociedade, o escocês prefere a vida nas Highlands, acompanhado de seu bom whisky e sua família.
Apenas poucos britânicos conseguem sua confiança e boa vontade, mas em um ato generoso no passado, livrou a tímida lady Mariane Stanford das garras de sua progenitora.
No entanto, seu gesto isolado de cavalheirismo ocasionou uma série de situações em que se viu vítima de perseguição e obsessão por parte da jovem dama.
Ou não seria paixão o real motivo pelo qual a irrepreensível lady passou a vasculhar seus pertences e analisá-lo com mais atenção que o adequado?
Mistérios, romance e muitas reviravoltas. Nesse jogo, quem se ajoelhará primeiro?

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Tirando “O Duque e a Fugitiva” e “Marcas do Passado”, que são mais profundos e emocionantes que engraçados, os livros da Sara Fidelis são para nos matar de rir. Sabe quando você está para baixo e quer algo para te animar ou quando está de ressaca literária e precisa de algo leve? Os livros dela são perfeitos! Os personagens se metem nas maiores enrascadas e nas situações mais hilariantes possíveis, e a gente, claro, se diverte à custa deles.

“Um Bárbaro de Joelhos” é protagonizado pelo irmão caçula do nosso amado Gregor, de “O Highlander e a Devassa”. Ian é um libertino e um safado de marca maior que já experimentou mulheres de todos os tipos e não quer saber de nada que envolva compromisso. Uma noite de prazeres mundanos seguida de uma breve despedida? Pode contar com ele! Casamento? Não, obrigada! Ele vai muito bem sozinho (até parece que já vimos isso em algum lugar, né, não? 😂😂😂). Esse homem mal sabe o furacão que vai entrar em sua vida e colocá-lo de quatro.

Marianne já foi mencionada e teve breves aparições nos outros livros, mas passava longe de ser o tipo de personagem secundária que a gente torce pra ganhar sua própria história. Ela é uma solteirona sem sal, inocente e incapaz de ter pensamentos maliciosos… SQN! Aqui nós descobrimos que fomos enganados ao longo de toda a série e que essa mulher esconde um segredo daqueles. E isso demora um pouco a ser revelado, o que deixa a gente roendo as unhas de curiosidade.

Marianne é enviada por um homem misterioso para espionar os MacRae, e a oportunidade perfeita se apresenta quando ela recebe um convite para passar um tempo no castelo deles na Escócia com toda a família. Aproveitando o espaço, preciso falar da família dela. A mãe é uma verdadeira megera, que só humilha a filha e quer casá-la de qualquer forma, com qualquer um… Quer dizer, com quase qualquer um. Um escocês bronco e sem título não é bem o tipo de genro que ela imagina. A ironia, meu pai! Já o irmão da Marianne, James, é um homem difícil de descrever. Vocês precisam ler para conhecê-lo, vale a pena! Boa parte da graça da história fica por conta dele.

Ian é um homem esperto e vai enxergar mais em Marianne do que as outras pessoas normalmente veem, embora esteja longe de imaginar o real motivo que despertou o interesse dela nele. Isso torna as coisas ainda mais interessantes, as trocas de farpas desses dois são tudo que eu amo num romance. Preparem-se para uma história quente e cheia de mistérios, surpresas e reviravoltas, e com uma dosezinha de representatividade que é mais do que bem-vinda. Livro curto e super envolvente para ser devorado em um único dia, vocês não vão conseguir largar.

Marcas do Passado

Sinopse:

Lorde Charles Willian Cavendish, futuro duque de Devonshire, teve a vida e os planos interrompidos por um acidente.
Sem ter ideia de quem é, ele assume uma nova identidade e uma nova história.
Trabalhando como homem do campo, conhece uma jovem e se apaixona por ela.
O que Charles não sabe é que a bela senhorita Davies esconde muitos segredos por trás de seus belos olhos.

A senhorita Elaine Davies foi vítima de violência de todos os tipos durante longos anos e finalmente se viu livre do inferno ao qual fora submetida.
No entanto, em sua nova jornada, o destino trata de colocar em seu caminho alguém do passado.
Ela sabe quem ele é.
Ele não se lembra dela.
Até que ponto os sentimentos podem florescer em meio às mentiras?
E quando a verdade vier à tona, Charles saberá perdoar?

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Assim como “Um Bárbaro de Joelhos”, “Marcas do Passado” é um livro curto que pode ser lido tranquilamente numa tarde, mas, diferentemente do outro spin-off, essa é uma história mais emocionante que engraçada. Ela fala muito sobre como a liberdade pode valer mais que o dinheiro e os privilégios, e também trata da superação de traumas de uma forma que mexeu muito comigo. Amei demais fazer essa leitura, terminei com o coração tão quentinho!

Aqui acompanhamos a história do Charles, o irmão mais velho do Sebastian, de “O Duque e a Fugitiva”. Ele nunca quis as responsabilidades que vinham com o ducado, mas sabia que não tinha como fugir ao seu destino, porém as coisas mudam quando, durante uma perseguição à mulher que seu irmão ama, ele acaba sofrendo um acidente e perdendo a memória. Sem saber quem é, ele acaba sendo acolhido por um casal de fazendeiros que lhe dá um emprego e o trata praticamente como um filho. Eu adorei que a Sara Fidelis começou a história no passado, mostrando tudo o que aconteceu durante os cinco anos em que o Charles esteve desaparecido.

Também envolvida na colisão de carruagens que tirou a memória do marquês, estava Elaine, a criada da Helen. Ela trabalhou muitos anos na casa do duque de Beaufort, que sentia um prazer perverso em torturá-la e abusar dela de todas as formas. O que era para ser uma tragédia, na verdade acabou por libertá-la das garras desse homem nojento e pervertido.

Elaine passa a trabalhar numa modesta estalagem que paga um salário baixo, mas lhe dá aquilo com que sonhou a vida inteira: paz e segurança. Só que ela vê sua liberdade ameaçada quando encontra Charles vivendo na mesma vila em que está morando. Por puro medo, ela acaba escondendo quem ele realmente é, e as coisas se complicam cada vez mais, conforme os dois vão se aproximando e Elaine descobre em Charles um homem gentil que a desperta para o amor mais puro, capaz de curar seu coração e libertá-la de todas as dores do passado. Poderá ele perdoá-la quando suas lembranças vierem à tona e descobrir o tempo que perdeu longe da família por culpa dela? Vocês terão que ler para descobrir!

Os dois livros estão disponíveis no box digital que a Sara Fidelis lançou da série, cliquem aqui para adquiri-lo por um preço super em conta ou pegá-lo emprestado gratuitamente com o Kindle Unlimited.

E é isso, meus amores, espero que tenham gostado de saber mais sobre essas histórias. Agora me contem: vocês preferem os livros mais divertidos ou os mais emocionantes? 🤔🤔🤔

2 comentários sobre “Resenhas: Um Bárbaro de Joelhos e Marcas do Passado (Spin-offs da Trilogia Paixões Improváveis), Sara Fidelis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s