Resenha: Trilogia Enfeitiçados, Karina Heid

Oi, meus amores! Tudo bem? ❤

Vim falar sobre a trilogia “Enfeitiçados”, mais uma série de época perfeita escrita pela Karina Heid e que vai se ligar a “Damas de Aço” mais pra frente. Aqui nós acompanhamos a história de três irmãs que vêm de uma família em que as mulheres foram amaldiçoadas a perder todos os homens por quem se apaixonarem. Para viverem o amor, elas vão ter que descobrir como a maldição começou e dar um jeito de colocar fim a ela.

Um Libertino Enfeitiçado

Sinopse:

Cem anos antes, sua ancestral amaldiçoou o próprio amor. Hoje, nenhuma delas pode se apaixonar

Elas não podem demonstrar sentimentos, muito menos abrir o coração. Apaixonar-se? Só se quiserem enviuvar – e já foram mais de vinte velórios na família…

Niels Petersen está ávido para tomar posse da herança que o pai deixou e vender tudo rapidamente, visando voltar para a sua vida de diversão. O problema? Uma cláusula esdrúxula que o impede de realizar seus planos. Ele precisa se casar e manter o enlace por, pelo menos, um ano. A única saída é encontrar uma viúva que aceite participar da farsa. E quem melhor do que uma das Rosengarten, que estão desesperadas para recuperar as terras que agora lhe pertencem?

Quando as Rosengarten se veem em vias de ser despejadas de sua casa, resolvem aceitar o impensável: voltar a unir uma delas em matrimônio com o novo dono das terras onde vivem há gerações: um rapaz recém-saído da Universidade, cheio de virilidade e energia. Só não esperavam que o pedido fosse feito para Effie, a mais velha de três irmãs.

Prática e direta, Effie encara a proposta como um acordo de negócios. Por um ano ela fingirá ser esposa do jovem Petersen, até ele deixar a ilha e as terras voltarem a ser delas. Effie não tem nada a perder. Era só manter o coração longe desse arranjo, e isso ela tinha certeza que conseguiria fazer.

Ela não se deixaria impressionar por Niels e sua juventude exuberante, seus músculos admiráveis e o sorriso sem-vergonha. Nem jamais se renderia ao charme felino e aos beijos incendiários, até porque ele é dez anos mais novo que ela e apaixonar-se seria ridículo. 

As regras pareciam simples: seguirem com as vidas em separado, manter o coração distante, salvar a família. O que ela não contava era que o jovem tivesse uma queda por mulheres experientes, mãos afoitas e um charme bastante sensual…

Compre ou baixe pelo Kindle Unlimited aqui.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Em “Um Libertino Enfeitiçado”, o marido da nossa mocinha, Effie, perdeu a propriedade em que ela vive com as irmãs e a filha nas cartas antes de sucumbir à maldição. Quando o homem que o venceu também morre, Niels, o herdeiro dele, surge para reivindicar o que lhe pertence. Só que, para poder tomar posse da herança, ele precisa se casar o quanto antes.

Para facilitar sua vida e, ao mesmo tempo, ajudar as irmãs, Niels decide propor que uma delas se torne sua esposa, e Effie é a escolhida para isso. Era para ser só um casamento de conveniência, mas a paixão não demora a entrar na jogada e eles precisam correr contra o tempo para dar fim à maldição antes que ela dê fim a essa linda história de amor.

Gente do céu, que livro fofo! Amo os morenos sarcásticos de passado sombrio, mas os mocinhos com energia Golden Retriever (engraçados e brincalhões) também têm um lugar especial no meu coração. Niels tem um humor incrível e possui a dose perfeita de safadeza também, virei cadelinha total. O jeito que ele cuida da mocinha e da família dela é tudo pra mim. A Effie, as irmãs e a filhinha também são maravilhosas, e adorei conhecer o Hank e ver o início da história dele com a Liesel. Outra coisa incrível foi ter uma mocinha mais velha que o mocinho, é uma inversão maravilhosa no clichê.

Um Forasteiro Enfeitiçado

Sinopse:

Alemanha Imperial, 1882

Heidi, a mais jovem das irmãs Rosengarten, aprendeu na prática que os enlaces precisam ser evitados e que seguir à risca a cartilha da família — manter o coração fechado — é mais do que necessário. Contudo, ao desenterrar um misterioso amuleto na praia, ela faz um pedido inusitado: quer que o destino lhe traga uma aventura. E é exatamente isso o que vem ao seu encontro: ela acaba raptada pela tripulação do Sirène Blanche e levada até a presença de um charmoso capitão que exige seu amuleto de volta.

O capitão Phillip Bonnet persegue há anos um talismã em formato de sereia, roubado há um século de sua família. Quando ouve que ele foi avistado na Antuérpia, zarpa com seu navio a toda velocidade para recuperar o que lhe pertence. O problema? A sereia está partida ao meio. Uma das partes foi roubada, e a outra faz parte de um anel que está preso ao dedo de uma jovem viúva alemã. Para ter sua sorte de volta, o capitão precisará recuperar o amuleto e arrancar o anel do dedo da moça, enquanto decide se segue as superstições do mar ou ouve os anseios do coração.

Seria o amuleto o mapa de um tesouro? Se sim, a que riquezas levariam?

Compre ou baixe pelo Kindle Unlimited aqui.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Em algum momento, eu já devo ter falado por aqui que sofro da síndrome de Estocolmo literária e simplesmente amo livros com plot de rapto, e é o que encontramos aqui.

Sem querer, nossa mocinha, Heid, acaba encontrando um amuleto em forma de sereia que no passado pertenceu à família de Philip, o mocinho, que acreditava que ele lhe concedia boa sorte. O amuleto vem sendo procurado desde seu desaparecimento, há mais de cem anos, e quando Philip ouve boatos sobre ele ter sido encontrado, não tarda a ir atrás. O problema é que ele foi partido em dois, e uma das metades foi transformada num anel que ficou preso ao dedo da mocinha, que acaba sendo sequestrada por seus capangas.

Philip decide manter Heid consigo até que finalmente consiga soltar o anel, mas quem disse que nossa mocinha está preocupada? Ela está cansada da vida entediante que leva e só pensa em aproveitar a oportunidade que a vida lhe deu de conhecer um pouco do mundo. Até porque Philip desperta todo tipo de coisa nela, mas medo é a última delas…

“Um Forasteiro Enfeitiçado” é uma história leve, divertida, sensual e cheia de aventuras, além de ter uma dose mais do que necessária de representatividade, já que Philip é negro. Eu adorei a leitura, tá mais do que recomendada!

Um Marquês Enfeitiçado

Sinopse:

“Você não tem permissão para morrer”

Com essa frase, o marquês de Helldorf rapta Liesel de Rosengarten e a leva para a sua residência na cidade. Sua raiva pela mulher que o abandonou continua viva e latejante, assim como o amor sem medida que sente por ela.

Enquanto procuram os rastros da antiga maldição que mata todos os que se aventuram a desposar uma Rosengarten, Hank e Liesel se reencontrarão entre acusações, tristeza, desolação e noites de perdão.

Com a ajuda de sonhos e estranhas aparições, o mistério das Rosengarten é revelado página a página, mostrando que as correntes do amor verdadeiro — aquele que permanece, liberta e perdoa — não se rompem por nada.
LIVRO 3
É NECESSÁRIO LER OS DOIS ANTERIORES +18
Aviso de gatilhos no interior do livro
Leia a nota da autora

Compre ou baixe pelo Kindle Unlimited aqui.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Se “Um Forasteiro Enfeitiçado” é um livro leve, este aqui foi feito para destroçar nosso coração. A narrativa alterna entre o passado, em que vemos como nossos mocinhos se conheceram, se apaixonaram e se afastaram um do outro, e o presente, em que acompanhamos uma investigação para descobrir a origem da maldição que leva todas as mulheres Rosengarten à viuvez e, mais importante, como é possível quebrá-la. Também vemos o que acontece após Hank “raptar” Liesel no primeiro livro.

É dolorido ver o quanto nossos mocinhos sofreram no período que passaram separados, mas também maravilhoso ver a nova chance que o destino lhes dá de se reconectarem. Vocês já sabem o quanto eu amo um dramalhão, então não é surpresa pra ninguém que este tenha virado meu livro favorito da série. É lindo demais, sério, impossível não se emocionar com esta história. E ela ainda tem representatividade, já que o Hank tem dislexia. Só leiam!

E é isso, meus amores, espero que tenham gostado de conhecer esta série! Obrigada pela visita, beijos e até o próximo post 😘😘😘

4 comentários sobre “Resenha: Trilogia Enfeitiçados, Karina Heid

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s