Leituras de Junho de 2022

Oi, meus amores! Tudo bem? ❤

Vim falar sobre as minhas leituras de junho. O post está um pouco atrasado por conta da correria que está sendo a Bienal do Livro, mas aqui estou eu. Foram sete livros lidos no total.

1 – A Guerra das Duas Rainhas (Sangue e Cinzas #4), Jennifer L. Armentrout

Não é segredo que “Sangue e Cinzas” é uma das minhas séries favoritas da vida, então também não será surpresa eu dizer que amei “A Guerra das Duas Rainhas”. No entanto, ele é bem mais lento e cansativo que os volumes anteriores por conta do que está acontecendo com o Hawke durante 60% do livro (entendedores entenderão), aqui fica mais do que claro que ele é o principal responsável pela leveza e pelos momentos mais divertidos da história, e eu senti muita falta disso, só que era importante pra trama que tivesse esse período mais sombrio e “deprê”, e eu entendo totalmente. Por outro lado, aqui também tivemos a entrada de novos personagens que me conquistaram muito, principalmente você, Reaver, novo amor da minha vida! As interações entre o Kieran e ele foram a melhor coisa do livro, sério, eu me acabei de rir com essa implicância mútua. Alguns “vilões” também mostraram outras facetas, e eu adorei me surpreender com eles. Tem um novo casal que me fez surtar muito, estou torcendo muito pra eles terem bastante destaque nos próximos volumes. Como em “A Coroa de Ossos Dourados”, também tivemos muitas revelações, e eu fiquei chocadíssima. Pode falar o que quiser dessa série, menos que ela não entrega plot twist de qualidade. O final foi tudo também, aqui encerramos uma fase e mal posso esperar para ver o que vem por aí. E isso é o que posso falar sem dar nenhum spoiler… Ah sim, já ia me esquecendo. Vi uma enxurrada de reclamações sobre certa coisa que acontece aqui, mas eu sou do team “esperei muito por isso e estou exultante pela coragem da autora em entregar o que estava sendo prometido há bastante tempo”. Quem não gostou, paciência!

Sinopse do livro 1:

De Sangue e Cinzas” é uma história de fantasia cativante, repleta de ação, sexy, viciante e inesperada, perfeita para os fãs de Sarah J. Maas. Esperado ansiosamente pelos leitores, o livro venceu o Goodreads Choice Awards na categoria Melhor Romance.

Uma donzela…

Escolhida desde o nascimento para inaugurar uma nova era, a vida de Poppy nunca foi verdadeiramente sua. A existência da Donzela é solitária. Nunca ser tocada. Nunca ser vista. Nunca sentir prazer. À espera de sua Ascensão, ela prefere estar entre os guardas,lutando contra o mal que levou sua família, do que se preparar para ser considerada digna pelos deuses. Mas a escolha nunca foi dela.

Um dever…

O futuro de todo o reino repousa sobre os ombros de Poppy, uma responsabilidade que ela nem tem certeza se quer para si mesma, afinal uma Donzela também tem um coração, uma alma e vontades. Quando Hawke, um guardião encarregado de garantir sua Ascensão, entra em sua vida, destino e dever confundem-se com desejo e necessidade. Ele incita a raiva dela, faz com que Poppy questione tudo em que acredita e a provoca com o que é proibido.

Um reino…

Abandonado pelos deuses e temido pelos mortais, um reino caído está se erguendo mais uma vez, determinado a retomar o que é seu por meio da violência e da vingança. Conforme a sombra dos amaldiçoados se aproxima, os limites entre o proibido e o tolerável se tornam cada vez mais turvos. Poppy não só está prestes a se tornar indigna pelos deuses, como sua vida fica cada vez mais ameaçada à medida que os fios embebidos de sangue que mantêm seu mundo unido começam a se desfazer.

Compre aqui em inglês.

2 – A Coroa (A Seleção #5), Kiera Cass

Eu achei “A Coroa” bem melhor do que “A Herdeira”, tanto que li em um dia. O final foi perfeito, de verdade. Adorei ver como a Eadlyn começou a série e como ela terminou, a forma como ela encontrou para resolver os problemas de Illéa também foi genial e um tanto inesperada. Tivemos um personagem traidor neste livro, mas confesso que não me surpreendeu, não, eu já desconfiava dele desde o início. Ah sim, “A Coroa” tem um epílogo que não foi publicado no Brasil, mas aconselho vocês a procurarem. Vale a pena! Confiram o veredito completo da duologia aqui.

Sinopse do livro 1:

Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.

Compre aqui.

3 – Um Jogador Apaixonado (Irmãos Conover #2), Ruth Langan (resenha aqui)

Estou na minha saga de finalizar séries e resolvi dar prosseguimento nesta aqui, e foi exatamente o que eu precisava naquele momento: um livro levinho para aquecer meu coração depois de tantas fantasias pesadas. Ahhh, que leitura gostosa! Amo livros com crianças e mocinhos aprendendo a ser pais. E também amo livros com amores de infância e reencontros. Os mocinhos se apaixonaram na adolescência, mas tiveram que se separar. Eles se reencontram treze anos depois, quando ela é uma viúva com dois filhos e ele precisa salvar a vida dela. O livro é cheio de perigo e aventura, mas também super fofo. Só o final que é um pouco corrido, mas é lindo e eu amei.

Sinopse:

Um reencontro com o passado… e com o amor!

América do Norte, século XIX

Yale adorava as emoções do jogo. Apesar disso, nunca se considerara um proscrito, embora zombasse da lei dos homens. Preferia rotular-se como um indivíduo que vivia segundo as próprias leis.
Quis o destino que Yale, movido por seu alto senso de justiça, decidisse ajudar uma viúva e seus dois filhos a escapar de um bando de criminosos. E, para sua surpresa, ela era Caroline McKinnon, a jovem que fora obrigado a abandonar. Caroline, que se tornara uma mulher cativante e corajosa, o fez ansiar por um lar e pelo amor de uma boa esposa, objetivos que ele sempre descartara. Mas o amor reacendido sobreviveria a uma escalada de perigos?

4 – Corações Indômitos (Irmãos Conover #3), Ruth Langan (resenha aqui)

Sem dúvida, o melhor livro da série. Eu amei a Kitty, ela é uma mulher super forte e independente que ajuda o homem que a acolheu junto dos irmãos depois que ficaram órfãos a cuidar da fazenda e também vai pro deserto sozinha capturar e domar cavalos. No entanto, ela é totalmente inocente no que diz respeito à paixão e ao sexo. A vida de Kitty muda quando, numa de suas expedições em busca dos garanhões, acaba salvando um homem que acabou de tomar um tiro e o levando para se recuperar em sua casa. Desde o primeiro instante, ele se torna consciente da beleza dela, e é uma delícia acompanhar a interação desses dois. Pensem num homem sedutor, que adora provocar nossa mocinha, mas que também respeita a inocência dela. A melhor parte é quando ela também se torna consciente de que o deseja e decide partir pro ataque, me diverti muito com isso. Aqui também descobrimos o que aconteceu com o pai dos Conover. Enfim, recomendo muito essa série para quem curte westerns.

Sinopse:

Seu jovem coração era tão indômito quanto a terra onde ela vivia e os cavalos que perseguia!

Dakota, América do Norte, 1867

Kitty Conover era uma jovem bem diferente das que moravam em Misery. Sempre vestida com trajes masculinos de pele de gamo e com os cabelos loiros e encaracolados presos sob um chapéu de aba larga, ela era conhecida por sua tenacidade em perseguir, por semanas a fio, os rastros de cavalos selvagens. Dormia tão bem ao relento, sob as estrelas, quanto no calor de uma cama. Distinguia as rochas pelo formato, conhecia os picos das montanhas um por um e cada curva das trilhas. Acima de tudo, ela aprendera a esperar o inesperado e a resolver qualquer contratempo.
Mas Bo Chandler foi uma surpresa que pegou Kitty desprevenida. Depois de salvar a vida de Bo, ela começou a sentir os primeiros e inegáveis sintomas do verdadeiro amor. E não ficou nem um pouco satisfeita com isso! Ela entendia de cavalos, mas os homens eram uma espécie bem mais complicada. Kitty não estava disposta a confiar seu coração a um desconhecido que acendia nela faíscas mais eletrizantes do que os relâmpagos de uma tempestade de verão!

5 – O Acordo com o Rei Elfo (Married to Magic #1), Elise Kova

Eu morria de vontade de ler este livro desde que uma amiga começou a panfletar ele no Instagram e fiquei mega feliz quando foi anunciada a publicação no Brasil, no entanto acabei me decepcionando um pouco. Eu gostei muito do casal e da forma como eles interagem um com o outro. Os dois realmente têm muita química, mas esperava mais do “enemies”, que acaba mais rápido do que deveria. A parte fantástica também deixa um pouco a desejar, a solução de tudo foi fácil demais, na minha opinião. O que eu amei foi o lobinho de estimação da mocinha e também o fato de o irmão do mocinho me lembrar o Cardan, de “O Príncipe Cruel”. Com certeza vou continuar a série, estou curiosa para conhecer os outros reinos.

Sinopse:

Os elfos vêm para duas coisas: guerra e esposas. Em ambos os casos, eles trazem morte. Há três mil anos, humanos eram caçados por raças poderosas, possuidoras de magia da natureza, até que o tratado fosse formado. Agora, por séculos, os elfos vêm buscar uma jovem da vila de Luella para ser sua Rainha Humana. Ser escolhida é visto como uma marca para a morte pelos habitantes da cidade. Uma marca da qual Luella, de dezenove anos, está grata por ter escapado quando menina. Como não foi escolhida, dedicou sua vida a estudar herbologia e se tornar a única curandeira da cidade. Isto é, até que o Rei Elfo chega inesperadamente… para buscá-la. Tudo o que Luella achava que sabia sobre sua vida e sobre ela mesma era mentira. Levada para uma terra cheia de magia da natureza, Luella é forçada a ser a nova rainha de um Rei Elfo frio, mas extremamente bonito. Uma vez lá, ela aprende sobre um mundo moribundo que só ela pode salvar. A terra mágica de Midscape puxa seu coração para um lado, enquanto seu lar e as pessoas de sua vila puxam para o outro… Mas o que realmente vai quebrá-la é uma paixão que ela nunca quis. “O Acordo com o Rei Elfo” é uma história completa e independente, inspirada no mito de Hades e Perséfone, bem como em “A Bela e a Fera”, com um final “felizes para sempre”. É perfeito para os fãs de romance de fantasia que procuram a quantidade certa de hot e slow burn, com um casal de fazer suspirar.

Compre ou baixe pelo Kindle Unlimited aqui.

6 – Cidade dos Anjos Caídos (Os Instrumentos Mortais #4), Cassandra Clare

Muita gente fala mal, mas eu gostei muito deste livro, que inicia uma nova fase em “Os Instrumentos Mortais”. O Simon ganhou bastante destaque e se tornou um dos meus queridinhos, eu me diverti horrores vendo ele com duas namoradas. Quem diria? As coisas terminaram até tranquilas pra ele, acho que merecia apanhar delas. Sofri com a Clary e o Jace, eles mereciam um pouco de paz depois de tudo que aconteceu em “Cidade de Vidro”, mas entendo que era importante pra história o que aconteceu aqui. Só não me conformo com esse final, só digo isso… A única coisa que não curti foi a briga entre o Magnus e o Alec, achei o motivo muito besta, ainda mais depois de ver como eles estavam bem em “Os Pergaminhos Vermelhos da Magia”. Ansiosa pra ler os próximos livros e descobrir o que a dona Cassandra Clare reserva pros personagens que eu amo.

Sinopse do livro 1:

Um mundo oculto está prestes a ser revelado… Quando Clary decide ir a Nova York se divertir numa discoteca, nunca poderia imaginar que testemunharia um assassinato – muito menos um assassinato cometido por três adolescentes cobertos por tatuagens enigmáticas e brandindo armas bizarras. Clary sabe que deve chamar a polícia, mas é difícil explicar um assassinato quando o corpo desaparece e os assassinos são invisíveis para todos, menos para ela. Tão surpresa quanto assustada, Clary aceita ouvir o que os jovens têm a dizer… Uma tribo de guerreiros secreta dedicada a libertar a terra de demônios, os Caçadores das Sombras têm uma missão em nosso mundo, e Clary pode já estar mais envolvida na história do que gostaria.

Compre aqui.

7 – Príncipe Mecânico (As Peças Infernais #2), Cassandra Clare

Finalmente eu entendi por que todo mundo é apaixonado por “As Peças Infernais”. Este livro é simplesmente maravilhoso… sofrido, mas maravilhoso. O trio formado por Tessa, Wil e Jem é perfeito, cara. Fiquei sem palavras com a história do Will, quanto sofrimento! Eu torço pra Tessa ficar com ele, mas o Jem também é um cristalzinho sem defeitos e merece um final feliz. O Magnus Bane também entregou tudo aqui, é de longe meu personagem favorito da Cassandra Clare. É isso, ansiosa pra ler o último livro da série, mas, ao mesmo tempo, morrendo de medo de sofrer.

Sinopse do livro 1:

Em “Anjo Mecânico”, primeiro livro da saga “As Peças Infernais”, somos apresentados aos Caçadores de Sombras da Inglaterra vitoriana através de Tessa Gray, uma jovem órfã de 16 anos com poderes sobrenaturais intrigantes e cobiçados. 

Tessa Gray tem apenas 16 anos e, mesmo parecendo ser uma mocinha indefesa, precisa cruzar o oceano de Nova York à Londres vitoriana para encontrar o irmão mais velho. Com a morte da tia Harriet, ela não tem outra escolha senão ir morar com Nathaniel, o único parente vivo. Porém, após ser imediatamente sequestrada pelas irmãs Black e Dark – duas senhoras nada simpáticas que também mantêm Nathaniel em cativeiro -, Tessa é logo resgatada pelos Caçadores de Sombras, encontrando abrigo no Instituto de Londres.

Do lado de fora do Instituto está se desenrolando uma verdadeira caçada em seu nome pelo seu cobiçado poder, e o Magistrado fará qualquer coisa para tê-la sob seu domínio. Com a ajuda de bizarras máquinas humanoides, os autômatos, o novo líder das forças do mal em Londres se infiltrará na cidade, nos becos do submundo e em todo o caminho, até alcançar o coração dos Caçadores de Sombras.

Junto ao temperamental e misterioso Will e seu melhor amigo James, cuja frágil beleza esconde um terrível segredo, Tessa vai aprender a usar seu poder e conquistar um lugar ao lado deles na batalha. Tudo isso para tentar descobrir quem é o Magistrado e qual é a origem de sua habilidade sobrenatural. E sem que ela se esqueça, é claro, de tentar controlar a atração que sente pelos dois garotos. Afinal, muitas vezes o amor é mais poderoso do que qualquer magia.

Compre ou baixe pelo Kindle Unlimited aqui.

E essas foram minhas leituras de junho, quantos livros vocês leram no mês que se encerrou? 🤔

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s