Resenha: Duologia Um Estranho Sonhador, Laini Taylor

Oi, meus amores! Tudo bem? ❤

Vim falar com vocês sobre a duologia “Um Estranho Sonhador”, que conta a história do Lazlo, um rapaz que foi criado num monastério, sem jamais conhecer os pais, e aos treze anos, foi “roubado” pela Grande Biblioteca de Zosma, uma cidade murada construída para abrigar os grandes estudiosos do reino. Desde criança, ele sempre foi fascinado por Lamento, uma cidade misteriosa que teve seu verdadeiro nome perdido no tempo. Ele devora tudo que consegue encontrar sobre ela, só não esperava um dia ter a chance de conhecê-la pessoalmente… e que tudo fosse completamente diferente do que ele tinha lido.

Sabe aquele livro que todo mundo fala bem, mas mesmo assim você enrola para ler por medo de não gostar? Era o caso de “Um Estranho Sonhador”, mas acabaram colocando ele na leitura coletiva de um grupo que eu participo e aí decidi dar uma chance. E, cara, pensem num tombo… Que livro perfeito, eu simplesmente amei tudo nesta história!

Todo mundo que lê a Laini Taylor fala do quanto a escrita dela é poética e cheia de metáforas, aí eu acabei colocando na minha cabeça que seria uma leitura difícil, mas não é nada disso. Em uma palavra, a escrita dela é linda. Não tem adjetivo melhor. Ela nos conduz como num sonho, é tudo tão mágico, tão bonito e, ao mesmo tempo, tão sombrio. É super fácil mergulharmos na história e nos esquecermos completamente de que é apenas um livro, ainda mais pelo quanto este universo é bem construído… e diferente de tudo que já lemos. Sério, não consigo pensar em nenhum livro parecido com este, e olha que a gata aqui lê muito.

Não vou negar que achei o começo um pouco confuso e lento, mas depois que a jornada do nosso protagonista realmente começa, por assim dizer, eu simplesmente não consegui largar. Inclusive, preciso parabenizar a autora pela forma como foi revelando as coisas sem pressa, de pouquinho em pouquinho, até dar um verdadeiro soco no nosso estômago, quando descobrimos tudo.

“Um Estranho Sonhador” foi um dos poucos livros que realmente me deixaram dividida sobre o que pensar sobre os personagens. Eles carregam uma bagagem tão pesada de sofrimento, de dor, que não tem como não entendê-los e se compadecer deles. Por outro lado, eles fizeram coisas tão horríveis com pessoas que eram inocentes e não tinham nenhuma culpa do que eles passaram. Se vocês lerem, vão entender por que é impossível a gente não sentir esse dilema.

No entanto, não é só de tristeza que se vive “Um Estranho Sonhador”, nós também acompanhamos o desenvolvimento de um romance que deixou meu coração super quentinho. Sabe aqueles personagens que a gente quer colocar num potinho para ficarem protegidos de todo o mal do mundo? São os dois que se envolvem nesta série. É uma espécie de “instalove”, mas a autora construiu de uma forma tão bonita, que é impossível não nos apaixonarmos pelo casal e torcermos para eles encontrarem um jeito de serem felizes juntos.

Eu acabei gostando mais de “Um Estranho Sonhador” do que de “A Musa dos Pesadelos”, porque achei que a Laini Taylor expandiu demais o universo, e isso não me agradou tanto, mas ainda assim recomendo os dois livros. Acho que ela amarrou bem a história, trouxe muitas respostas e deu desfechos interessantes aos personagens que conhecemos no primeiro livro. Também conhecemos novos personagens que demoramos um pouco a entender exatamente de onde vêm, mas quando isso finalmente acontece, só posso definir em uma palavra: sofrimento. Sério, foi pura dor quando descobri tudo que tinha acontecido. Esperem um final feliz para nossos protagonistas, mas agridoce em outros sentidos.

E isso é tudo que tenho a falar sobre “Um Estranho Sonhador”, espero ter convencido vocês a darem uma chance pra esta série maravilhosa que tem tudo para conquistar seus corações. Agora confiram a sinopse de cada um dos livros:

Um Estranho Sonhador

Sinopse:

Apaixone-se pela literatura fantástica de Laini Taylor, autora best-seller do The New York Times e finalista do National Book Award!

O sonho escolhe o sonhador, e não o contrário – e Lazlo Estranho, órfão de guerra e bibliotecário júnior, sempre temeu que seu sonho tivesse escolhido mal. Desde os cinco anos, ele era obcecado pelos mistérios de Lamento, uma cidade mítica perdida. O que aconteceu lá duzentos anos atrás que a separou do restante do mundo? Que tipo de deuses existiam lá e foram mortos pelo Matador de Deuses? Essas respostas o aguardam em Lamento, mas também mais mistérios – incluindo a deusa de pele azul que aparece nos sonhos de Lazlo.
Neste romance de tirar o fôlego – indicado para sonhadores dispostos a se aventurar em mundos mágicos, repletos de personagens marcantes e seus conflitos emocionais –, a sombra do passado é tão real quanto os fantasmas que assombram a cidadela de divindades assassinadas.
Aventure-se em um mundo mítico de horror e maravilha, mariposas e pesadelos, amor e massacre.

O Renascimento Cultural italiano é o pano de fundo deste romance que promete trazer ao leitor fortes emoções.
Benvenuti!

Comprem aqui ou leiam gratuitamente, se forem assinantes do Kindle Unlimited.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

A Musa dos Pesadelos

Sinopse:

As respostas aos mistérios apresentados no primeiro volume estão nesta linda história de amor e ódio, vingança e redenção, destruição e salvação – a emocionante sequência do aclamado “Um Estranho Sonhador”.
Sarai vive e respira pesadelos desde os seis anos de idade. Ela acreditava que conhecia todo horror e que nada a surpreenderia – mas estava errada. Após o final surpreendente do primeiro volume da duologia, Sarai e Lazlo – o estranho sonhador – lutam para compreender os novos limites de si mesmos enquanto sofrem nas mãos de uma deusa de mente sombria que deseja se vingar dos habitantes da cidade de Lamento.
Enquanto humanos e deuses temem as consequências desse embate, um novo inimigo quebra suas frágeis esperanças e os mistérios dos Mesarthim são ressuscitados: de onde vieram os deuses e por quê? O que foi feito com as milhares de crianças nascidas no berçário da cidadela? E o mais importante de tudo: ao abrir portas esquecidas que revelam novos mundos, os heróis sempre devem matar monstros ou é possível salvá-los?
Sarai vai descobrir que apenas a mais terrível necessidade pode nos mostrar nossas próprias profundezas – e ela, a Musa dos Pesadelos, ainda não descobriu do que é capaz.

Compre aqui.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

E é isso por hoje, meus amores! Obrigada pela visita, beijo e até o próximo post 😘😘😘

Publicidade

9 comentários sobre “Resenha: Duologia Um Estranho Sonhador, Laini Taylor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s