Resenha: Lady Malícia (Damas de Aço #2), Karina Heid

Oi, meus amores! Tudo bem? ❤

Voltei com a resenha do segundo livro da série “Damas de Aço”, espero que gostem de conhecer esta história!

Sinopse:

Charlotte Thiessen mantém uma vida dupla: para a sociedade, ela é a herdeira de um império. Para o submundo, é Lady Malícia, escritora de romances proibidos. Quando decide conhecer um clube secreto para entender como funciona a sedução, encontra em um homem encantador a chance única de conhecer a arte do amor sem amarras.

Theodor, o conde de Urach, estabeleceu cedo na vida sua reputação. Distante, esnobe e arrogante, seu interesse pela mascarada é real, mas envolver-se com a jovem escritora de livros proibidos, não. Nem mesmo quando ela é chantageada por um empresário que afirma ter em seu poder provas de quem ela é.

Forçada a casar-se e partir, Charlotte jura nunca mais olhar para o conde outra vez.

Três anos depois, ela está de volta ao reino. Longe de ter sido um calvário, a permanência em Berlim a transformou em um fenômeno de vendas, graças ao seu genial – e falecido – marido. Agora, seus desafios são outros: assentar-se em um castelo medieval, escrever sobre paixões e montar sua tão sonhada sociedade literária – além, claro, de manter secreto o que precisa continuar secreto.

Resistir a Theodor, no entanto, é um problema à parte. O conde de Urach mudou e nem de longe parece o mesmo homem rude e distante que a dispensou. Para o coração remendado, ele representa perigo. Especialmente por entender tão bem de castelos, paixões avassaladoras e segredos tão grandes quanto os dela…

Link de compra do e-book: https://amzn.to/3Atqi2K.

Link de compra do físico: https://www.freyaeditora.com.br/f1cxj5su4-lady-audacia-damas-de-aco-livro-1.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟

Vocês já pensaram em ler um romance de época em que a mocinha fosse escritora? E se ela não escrevesse qualquer tipo de história, e sim romances um tanto… apimentados? Pois é o que encontramos em “Lady Malícia”.

Charlotte é a mais velha das irmãs Thiessen e, para alegrar um pouco a vida de Emma, a do meio, que fica reclusa em casa devido a problemas respiratórios, ela resolveu começar a escrever livros cheios de aventuras e romances tórridos e arrebatadores que publica sob o pseudônimo de Lady Malícia. O problema é que ela nunca experimentou a paixão ou o prazer, por isso decide procurar um clube no qual fantasias são realizadas e, mais importante, o anonimato é garantido. Sua única intenção é observar, mas antes que perceba acaba sendo envolvida nas teias de um belo e sedutor homem de cabelos negros que lhe desperta um desejo avassalador de experimentar o proibido.

Charlotte passa doze noites deliciosas descobrindo o prazer nos braços de seu amante misterioso (leiam “As 12 Noites de Lady Malícia” para descobrir como elas foram), mas quando ele começa a desconfiar que ela seja a mulher por trás da enigmática autora, Charlotte decide partir, mesmo sem descobrir a verdadeira identidade do homem por quem se apaixonou. Somente anos depois, no casamento de Emma, ela acaba descobrindo que se envolveu com ninguém menos que Theodor, um de seus novos cunhados.

Charlotte hesita em admitir o envolvimento dos dois, porém, quando se vê sendo chantageada, decide procurar o único homem em quem confia para ajudá-la. No entanto, ele se recusa a socorrê-la, assim ela se vê obrigada a partir com um marido que nunca desejou, voltando apenas anos depois, viúva, independente e muito mais forte do que jamais imaginou que seria. Nem preciso falar que o reencontro dela com Theodor promete faíscas e muitas trocas de farpas, né? Alerta de romance perfeito para quem ama um bom casal cão e gato, e também para quem curte histórias sobre reencontro, perdão e segundas chances no amor.

Além do nosso casal de mocinhos, quem também merece destaque é Axel, o nosso vilão. Assim, eu não cheguei a gostar dele como tanta gente, mas é impossível negar que luta por uma causa justa. O cara é um patriota que realmente ama seu país a ponto de arriscar a própria vida para tentar impedir que a Alemanha tome certo rumo que, como a gente bem sabe, infelizmente tomou. O livro não foca na parte política nem nada, mas é um detalhe que deixou a história bem mais interessante pra mim. Apesar de tudo, não acho que nada disso justifique as coisas que o Axel faz pra Charlotte, apenas o tornam um vilão multidimensional e muito mais interessante.

Apesar de ter amado a leitura, eu tenho duas ressalvas que me fizeram tirar uma estrela de “Lady Malícia”. A primeira é que o Theodor me incomodou um pouco. Até gosto de ver o mocinho agarrando a mocinha durante uma briga, mas acho que ele passou do ponto algumas vezes. A segunda é que achei o final um pouquinho corrido, mesmo tendo adorado o que aconteceu (Wilhelmine, você é f0d@, entenda!). Ainda assim, super recomendo o livro pra vocês! Como disse na resenha de “Lady Audácia”, a ambientação é perfeita, a escrita da Karina Heid é extremamente gostosa e envolvente, o casal tem uma química maravilhosa, e as cenas hots são deliciosas, tenho certeza que vocês vão se deleitar com esta leitura.

E é isso, meus amores! Obrigada pela visita, beijos e até o próximo post! 😘😘😘

7 comentários sobre “Resenha: Lady Malícia (Damas de Aço #2), Karina Heid

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s