Leituras de Fevereiro de 2022

Oi, meus amores! Tudo bem? ❤️

Eu tive uma ressaca literária brava em fevereiro, mas ainda assim consegui fechar o mês com cinco livros lidos. Vim falar sobre eles com vocês, espero que gostem!

1 – Um Libertino Enfeitiçado (Enfeitiçados #1), Karina Heid (resenha aqui)

Gente do céu, que livro fofo! Amo os morenos sarcásticos de passado sombrio, mas os mocinhos com energia Golden Retriever (engraçados e brincalhões) também têm um lugar especial no meu coração. Niels tem um humor incrível e possui a dose perfeita de safadeza também, virei cadelinha total. O jeito que ele cuida da mocinha e da família dela é tudo pra mim. A Effie, as irmãs e a filhinha também são maravilhosas, e adorei conhecer o Hank e ver o início da história dele com a Liesel. Ansiosa pelo livro deles!

Sinopse:

Cem anos antes, sua ancestral amaldiçoou o próprio amor. Hoje, nenhuma delas pode se apaixonar

Elas não podem demonstrar sentimentos, muito menos abrir o coração. Apaixonar-se? Só se quiserem enviuvar – e já foram mais de vinte velórios na família…

Niels Petersen está ávido para tomar posse da herança que o pai deixou e vender tudo rapidamente, visando voltar para a sua vida de diversão. O problema? Uma cláusula esdrúxula que o impede de realizar seus planos. Ele precisa se casar e manter o enlace por, pelo menos, um ano. A única saída é encontrar uma viúva que aceite participar da farsa. E quem melhor do que uma das Rosengarten, que estão desesperadas para recuperar as terras que agora lhe pertencem?

Quando as Rosengarten se veem em vias de ser despejadas de sua casa, resolvem aceitar o impensável: voltar a unir uma delas em matrimônio com o novo dono das terras onde vivem há gerações: um rapaz recém-saído da Universidade, cheio de virilidade e energia. Só não esperavam que o pedido fosse feito para Effie, a mais velha de três irmãs.

Prática e direta, Effie encara a proposta como um acordo de negócios. Por um ano ela fingirá ser esposa do jovem Petersen, até ele deixar a ilha e as terras voltarem a ser delas. Effie não tem nada a perder. Era só manter o coração longe desse arranjo, e isso ela tinha certeza que conseguiria fazer.

Ela não se deixaria impressionar por Niels e sua juventude exuberante, seus músculos admiráveis e o sorriso sem-vergonha. Nem jamais se renderia ao charme felino e aos beijos incendiários, até porque ele é dez anos mais novo que ela e apaixonar-se seria ridículo. 

As regras pareciam simples: seguirem com as vidas em separado, manter o coração distante, salvar a família. O que ela não contava era que o jovem tivesse uma queda por mulheres experientes, mãos afoitas e um charme bastante sensual…

Compre ou baixe pelo Kindle Unlimited aqui.

2 – A Sorte de um Amor Verdadeiro, Michaelly Amorim (resenha aqui)

Romancezinho de época com um dos meus clichês favoritos: amigos que se apaixonam. É um livro gostosinho pra ler numa sentada, e com uma dose de representatividade, já que nossa mocinha ficou com dificuldade para caminhar após sofrer um acidente quando era criança. A gente passa uma raivinha com o mocinho, que é um pouco lerdo, mas ainda recomendo. Esse livro se passa após “Uma Segunda Chance para o Amor”, porém pode ser lido de forma independente.

Sinopse:

Asher sempre soube que era amaldiçoado com uma completa falta de sorte, por isso nunca esperou muito de sua própria vida, afinal nada dar certo era o seu fado. Por esse motivo, evitava casar-se. Sabia que se trouxesse uma mulher para a sua vida, ela compartilharia dos seus infortúnios, e nenhuma dama merecia uma vida repleta de azares.

Órfã desde que nasceu, criada pelos tios e aleijada após um acidente, Mary Primrose Fletcher não teve uma vida fácil. Ignorada pela sociedade e rejeitada por sua tia, as poucas alegrias que ela tem vêm do companheirismo de sua prima, do amor e cuidado do seu tio, dos desenhos botânicos que faz e da amizade do duque de Evonshire, por quem é secretamente apaixonada.

Melhores amigos há mais de uma década, Asher e Prim sabem que sempre podem contar um com o outro para tudo. Por isso, quando o duque descobre que a moça está em apuros, ele procura uma forma de ajudá-la, antes que seja tarde demais e ele perca para sempre a sua melhor amiga.

Este livro contém cenas descritivas de sexo, o que torna a leitura para maiores de 18 anos.

Compre ou baixe pelo Kindle Unlimited aqui.

3 – Missão Romance (Clube do Livro dos Homens #2), Lyssa Kay Adams

A continuação de um dos melhores livros que li em 2021, com a irmã da mocinha de “Clube do Livro dos Homens”. A mocinha me irritou um pouco, com sua mania de julgar as pessoas que não são tão fortes quanto ela, por outro lado ela tem a oportunidade de aprender e melhorar. Já o mocinho é maravilhoso. Ele é o fundador do clube e um conquistador nato, mas nada do que ele sabe parece funcionar com essa mulher osso duro de roer, e é uma delícia ver esses dois brigando. A tensão sexual, sério… Sem palavras! E o livro ainda traz o tema do assédio sexual numa abordagem que eu adorei. Não é tão bom quanto o primeiro, mas também me conquistou.

Sinopse:

Segundo volume da série “Clube do Livro dos Homens”.

Liv Papandreas tem o emprego dos sonhos: ela é chef confeiteira do restaurante mais badalado de Nashville, comandado por Royce Preston, uma celebridade da TV. O problema é que, longe das câmeras, seu chefe é um mau-caráter.

Certo dia, Liv flagra Royce assediando uma jovem recepcionista e, ao confrontá-lo, acaba demitida. Ela jura vingança, mas vai precisar de ajuda para derrotar alguém tão poderoso.

Infelizmente, isso significa recorrer a Braden Mack, um empresário carismático e mulherengo. Ele se oferece para revelar ao mundo quem Royce realmente é, mas Liv tem dificuldade em acreditar nas suas boas intenções. Assim, Mack precisa chamar reforços: os integrantes do Clube do Livro dos Homens.

Inspirados pelo romance que estão lendo, o Clube do Livro se une a Liv para derrubar Royce. Paralelamente, eles tentam ajudar Mack a encontrar o caminho para o coração de Liv… mesmo que ela esteja determinada a ignorar qualquer chama de paixão que surgir entre os dois.

Compre aqui.

4 – Casa de Céu e Sopro (Cidade da Lua Crescente #2), Sarah J. Maas (resenha aqui)

Deve ser a milésima vez que venho dizer que a Sarah J. Maas é a melhor, mas o que posso fazer se ela só se supera a cada livro? Diferentemente de “Casa de Terra e Sangue”, que é mais focado na construção do romance, aqui é tiro, porrada e bomba desde o início. A Bryce e o Hunt só queriam viver na paz, mas seu senso de justiça não permite que assistam quietos os inocentes sofrerem e, antes que percebam, se veem no centro de uma rebelião que pode custar sua liberdade ou, até mesmo, suas vidas. Eu amei do começo ao fim, mesmo com a dose de sofrimento que a dona Gmail sempre nos faz passar. E o final, meus amigos, eu gritei, gritei e gritei, mesmo tendo recebido certo spoiler com antecedência. Quem não deu ainda uma chance à série, precisa começar pra ontem.

Sinopse:

Casa de Céu e Sopro” é a sequência poderosa de “Casa de Terra e Sangue”, da série new adult “Cidade da Lua Crescente”. Uma narrativa potente de Sarah J. Maas, a autora best-seller #1 do New York Times, repleto de fantasia, mistério, batalhas e, principalmente, romances inebriantes.

O poder mais mortal. A paixão mais feroz. O destino mais cruel.

Bryce Quinlan e Hunt Athalar fizeram um pacto. Enquanto processam os eventos da última primavera, eles irão manter as coisas… platônicas… até o solstício. Eles salvaram a Cidade da Lua Crescente, mas com tanto frenesi acontecendo ultimamente, eles desejam, mais do que qualquer coisa, uma oportunidade de relaxar. Desacelerar. E descobrir o que o futuro lhes reserva. Mas quando a tensão suspensa entre os dois alcançar um nível insustentável, prestes a incendiar a Cidade da Lua Crescente, eles serão capazes de resistir?

Enquanto isso, para os dois, a iminência do perigo não está ainda fora de questão. Arrastados para um movimento rebelde do qual não querem tomar partido, Bryce, Hunt e seus amigos veem a si mesmos contra os sinistros asteri – de quem, custe o que custar, precisam evitar ser percebidos.

No entanto, quanto mais conhecem as causas desse movimento revolucionário, mais se aproximam de uma inevitável escolha: permanecer quietos enquanto outros são oprimidos… ou lutar.

E eles nunca foram muito bons em manter silêncio.

Nessa sequência sexy e cheia de ação do best-seller “Casa de Terra e Sangue“, Sarah J. Maas constrói uma história cativante sobre um universo prestes a explodir – e sobre os que não medirão esforços para protegê-lo.

Compre aqui.

5 – Em Terra Firme: Um Spin-off de Mar Aberto, Larissa Gomes

Outra autora que eu sempre panfleto por aqui é a Larissa Gomes, os romances de época dela são maravilhosos. Esse livro deve ser lido obrigatoriamente após “Mar Aberto: Entre Corsários e Piratas”, e nele nós temos a chance de conhecer a família do nosso mocinho. Preciso dizer que pouca gente se salva aí, ô povinho carne de pescoço! É triste ver nossa mocinha sendo submetida a tanto preconceito, mas ela também não é de abaixar a cabeça e responde à altura. Apesar da trama ser mais familiar, o final nos reserva a dose de aventura que não poderia faltar. Deem uma chance!

Sinopse:

Ian e Morgana finalmente resolveram deixar as animosidades de lado (ao menos quase sempre) para se entregarem ao que sentem, e estão dispostos a fortalecer ainda mais o relacionamento com a apresentação da pirata à família do escocês.
Acontece que, chegando à Edimburgo, o casal perceberá que em terra firme as relações conseguem ser ainda mais complexas e delicadas do que se mostravam em alto mar.

Atenção: contém cenas violentas e conteúdo +18.

Compre ou baixe pelo Kindle Unlimited aqui.

E esses foram os livros que li em fevereiro, quais foram as leituras de vocês? 🤔

2 comentários sobre “Leituras de Fevereiro de 2022

  1. Oi Aisha! Ah… o Niels é o melhor personagem dessa trilogia, eu ri tanto nesse livro. Ainda não li esse da Michaelly Amorim, preciso ler o anterior primeiro, só porque gosto de ordem. Vou deixar esse da Lyssa Kay Adams pra ler mais tarde, quando eu tiver ressaca pois acho que esse é um ótima pedida pra curar ressaca literária. Mês passado li bastante, terminei as séries da Diane Bergher (Belle Époque e Encantos de Amor), li Lágrimas de Amor e Café e li Rule of Wolves! Depois que saiu os atores que vão interpretar o Nikolai, o Wylan, a Tamar e o Tolya eu animei a ler, e é bem melhor que King of Scars, os capitulos narrados pela Nina ficaram melhores que o anterior onde eu me irritei até com ela. E li Uma Chama Entre As Cinzas da Sabaa Tahir, você já leu? Eu AMEI!!!! Tô no começo de Uma Tocha Na Escuridão, e sério fazia tempo que eu não lia sem parar um livro de fantasia. Essa série é tiro, porrada e bomba (talvez, não o tiro, mas porrada e bomba sim) o livro inteiro, é bem intenso. Se você gostou de Daevabad, talvez goste desse. Eu vou pra Daevabad depois que terminar essa série, seguir a linha dos livros sobre mitologia árabe.
    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, amiga! Socorro, você leu muito, e só livrão de qualidade pelo jeito. Desses eu só li Lágrimas de Amor e Café e os da série Belle Époque, amo todos. Menina, preciso começar a duologia do Nikolai logo, mas falar da Nina me dá gatilho do final de Crooked Kingdom. Daevabad tá na minha lista de prioridades, eu comprei o primeiro da série mês passado e agora vou aguardar os outros abaixarem pra poder ler tudo de uma vez…
      Obrigada pelo comentário, beijos.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s