Como Eu Entrei no Mundo dos Livros

Oi, meus amores! Tudo bem? ❤

Feliz dia do leitor para cada um de vocês! Eu pensei muito em que post trazer nesta data mais do que especial e decidi contar um pouco de como eu entrei no mundo da leitura.

Eu aprendi a ler com quatro anos e, desde cedo, minha mãe e meu pai me incentivaram no hábito da leitura. Perto de onde eu morava, estacionava um ônibus biblioteca algumas vezes por semana. Minha mãe sempre me levava lá depois da escola para escolher os livros que eu queria. Eu era apaixonada por contos de fadas. Me lembro que tinha um livro enorme que tinha a maioria dos mais clássicos, eu sempre acabava pegando ele.

Na minha época de escola, a gente ganhava livrinhos, geralmente clássicos infantis, como “A Arca de Noé” do Vinícius de Morais, histórias do Lobato e aquele que se tornou minha segunda paixão literária: “A Odisseia”, nesta edição curtinha da Ruth Rocha. Eu perdi a conta de quantas vezes li esse livro na infância. Graças a ele, até hoje sou apaixonada por mitologia grega.

Minha terceira paixão literária foram os thrillers memoráveis escritos por Sidney Sheldon. Ele era o autor favorito tanto da minha mãe quanto do meu pai e, curiosa como sempre fui, eu acabava pegando os livros escondida quando um dos dois dava bobeira (pra quem não conhece esses livros, eles são cheios de sexo e violência, é óbvio que nenhum dos dois ia me deixar ler algo assim, mas claro que isso nunca me impediu. Lembro até de, às vezes, esconder algum livro pra eles pensarem que esqueceram na hora de ir pro trabalho. Criança presta? Claro que não). Minha paixão por esse tipo de história perdura até hoje, tanto que continuo fiel a todos os lançamentos. Até aprendi a amar a Tilly Bagshawe tanto quanto amava ele.

Minha quarta paixão foram os clássicos. Lá pra sétima série, eu comecei a devorar os livros didáticos de português que tinham acumulados aqui em casa. Eu era viciada e, por curiosidade, acabava correndo na biblioteca pra pegar os títulos que eles mencionavam. Foi assim que conheci Machado de Assis, Manuel de Macedo e o meu favorito, José de Alencar. Fora os poetas que eu amava, ainda tenho guardado o caderno em que anotava os meus poemas favoritos.

Eu só descobri a fantasia e os romances de época, que hoje são meus gêneros preferidos, no final da adolescência e na vida adulta. E essa foi minha trajetória pelo mundo da literatura, me contem nos comentários como foi a de vocês ❤

2 comentários sobre “Como Eu Entrei no Mundo dos Livros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s