Resenha: As Quatro Estações do Amor, Lisa Kleypas

Oi, meus amores! Tudo bem? ❤

Vim falar com vocês sobre uma das séries de época mais amadas pelas leitoras. Eu finalmente dei uma chance a ela em 2020 e, como não podia deixar de ser, acabei me encantando pelos livros (a maioria deles, pelo menos). A Lisa Kleypas tem uma escrita maravilhosa e constrói personagens super marcantes e cativantes. Ela usa todos os clichês que amamos nos romances de época, mas também me surpreendeu por mostrar as transformações que a sociedade estava passando a partir da segunda metade do século XIX, com o lento declínio da aristocracia, que ainda tentava se agarrar às velhas tradições, a ascensão da burguesia, os avanços tecnológicos etc. O panorama social das histórias é sensacional!

Para quem não está familiarizado, “As Quatro Estações do Amor” traz a história de quatro jovens acostumadas a tomar “chá de cadeira” em todos os bailes londrinos. Até que, certa noite, decidem deixar a solidão e o tédio de lado e conversar umas com as outras. Elas acabam virando amigas e se unindo em prol de um objetivo em comum. Já que nenhuma delas está tendo sorte no mercado casamenteiro, talvez, juntas, tenham uma chance maior de fisgar bons partidos. O principal cenário em que as histórias se desenrolam é a bucólica propriedade de Stony Cross Park, em Hampshire, pertencente ao conde de Westcliff (ele também foi usado em “Again The Magic”, um livro que se passa antes de “As Quatro Estações do Amor”. Confiram a resenha dele aqui), mas também damos uma passada por Londres e até por Gretna Green, na fronteira escocesa.

A série tem quatro romances e uma novelinha natalina maravilhosa, saibam mais sobre cada um deles a seguir…

Segredos de Uma Noite de Verão

Sinopse:

Apesar de sua beleza e de seus modos encantadores, Annabelle Peyton nunca foi tirada para dançar nos eventos da sociedade londrina. Como qualquer moça de sua idade, ela mantém as esperanças de encontrar alguém, mas, sem um dote para oferecer e vendo a família em situação difícil, amor é um luxo ao qual não pode se dar.
Certa noite, em um dos bailes da temporada, conhece outras três moças também cansadas de ver o tempo passar sem ninguém para dividir sua vida. Juntas, as quatro dão início a um plano: usar todo o seu charme e sua astúcia feminina para encontrar um marido para cada, começando por Annabelle.
No entanto, o admirador mais intrigante e persistente de Annabelle, o rico e poderoso Simon Hunt, não parece ter interesse em levá-la ao altar, apenas a prazeres irresistíveis em seu quarto. A jovem está decidida a rejeitar essa proposta, só que é cada vez mais difícil resistir à sedução do rapaz.
As amigas se esforçam para encontrar um pretendente mais apropriado para ela. Mas a tarefa se complica depois que, numa noite de verão, Annabelle se entrega aos beijos tentadores de Simon… e descobre que o amor é um jogo perigoso.
No primeiro livro da série “As Quatro Estações do Amor”, Annabelle sai em busca de um marido, mas encontra amizades verdadeiras e desejos intensos que ela jamais poderia imaginar.

Avaliação: 🌟🌟🌟

Se tem uma coisa pela qual sou grata, é por não ter começado a ler Lisa Kleypas por este livro. Não que ele seja ruim, mas fala sério, que protagonistas irritantes! Anabelle que, por ter sangue nobre, sente-se boa demais para se casar com um homem de negócios, e Simon, por ter intenções nada honradas com a moça. Foi uma leitura cheia de altos e baixos para mim.

O começo me deixou bem empolgada, ao ver a amizade que se estabeleceu entre Anabelle, Lillian, Daisy e Evie, que decidiram se unir para encontrar maridos adequados umas para as outras. Só que o começo das interações do casal me broxou um pouco (exemplo de cão e gato que eu não curto), mas depois descobrimos o quão difícil é a situação vivida por Annabelle e sua família, o que desperta nossa empatia e nos faz sofrer muito pela personagem, e também por sua mãe, que é quem precisa fazer os maiores sacrifícios pelo bem dos filhos. Nesse ponto, finalmente fui conquistada e comecei a torcer por Simon e Annabelle. Eles têm muitas cenas lindas, que aquecem nosso coração. No entanto, o final também não me agradou muito. Aconteceram coisas demais e não achei que foram trabalhadas da melhor forma.

Enfim, eu achei “Segredos de uma Noite de Verão” um livro bem mediano e inferior aos demais da Lisa. Ainda assim, recomendo que leiam e tirem suas próprias conclusões. Quem sabe não tenham uma leitura mais envolvente que a minha?

Era Uma Vez no Outono

Sinopse:

A jovem e obstinada Lillian Bowman sai dos Estados Unidos em busca de um marido da aristocracia londrina. Contudo, nenhum homem parece capaz de fazê-la perder a cabeça. Exceto, talvez, Marcus Marsden, o arrogante lorde Westcliff, que ela despreza mais do que a qualquer outra pessoa.
Marcus é o típico britânico reservado e controlado, mas algo na audaciosa Lillian faz com que ele saia de si. Os dois simplesmente não conseguem parar de brigar.
Então, numa tarde de outono, um encontro inesperado faz Lillian perceber que, sob a fachada de austeridade, há o homem apaixonado com que sempre sonhou. Mas será que um conde vai desafiar as convenções sociais a ponto de propor casamento a uma moça tão inapropriada?

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟

“Era Uma Vez no Outono” é um livro para quem realmente curte um casalzão cão e gato, porque olha, Marcus e Lillian não se suportam e fazem questão de deixar isso bem claro um ao outro. Ele, por achá-la uma garota atrevida, sem modos e sem noção de pudor e decência; e ela, por achá-lo um homem arrogante e insuportável.

As trocas de farpas já começam no primeiro livro da série e se intensificam nesse. No entanto, logo fica claro que todo esse desdém mútuo esconde muito desejo, e, desde o primeiro beijo, as coisas pegam fogo entre eles. E a gente só assiste de camarote os sentimentos crescerem e virarem uma paixão avassaladora. Só que nem todo mundo ficará feliz em ver o nobre com o título mais antigo e proeminente da Inglaterra entregar seu coração e a aliança da família a uma mulher tão inadequada…

Esse é de longe meu livro favorito da série e com certeza ganhará coraçãozinho no Skoob. Me apaixonei completamente por esse casal e me diverti com eles da primeira à última página, além de ter sentido muito calor nas cenas em que eles se entregavam um ao outro. Aí vocês devem estar se perguntando: então por que deu só quatro estrelas pra ele? E o motivo é que a primeira vez deles acontece de uma forma muito problemática. Não vou dar detalhes, só leiam e tirem suas próprias conclusões. Nunca vi ninguém problematizando a respeito, mas eu confesso que fiquei com um pesinho na consciência por gostar.

Pecados no Inverno

Sinopse:

Agora é a vez de Evangeline Jenner, a Wallflower mais tímida e que também será a mais rica quando receber sua herança. Mas primeiro ela tem que escapar das garras de seus ambiciosos parentes. Evie recorre a Sebastian, visconde de St. Vincent, um conhecido mulherengo, com uma proposta incrível: que se case com ela!
A fama de Sebastian é tão perigosa que trinta segundos a sós com ele arruínam o bom nome de qualquer donzela. Mesmo assim, essa cativante jovenzinha se apresenta em sua casa, sem acompanhante, para lhe oferecer sua mão.
Mas a proposta impõe uma condição: depois da noite da lua-de-mel, o casal não voltará a ter relações íntimas. Evie não deseja tornar-se apenas mais uma que Sebastian descarta sem piedade, o que significa que Sebastian simplesmente tem que trabalhar mais duro na sua sedução… ou, talvez, entregar seu coração pela primeira vez em nome do verdadeiro amor.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Nove entre dez pessoas que leram “Pecados no Inverno” consideram Sebastian, lorde St. Vincent, a oitava maravilha do mundo, o libertino a ser superado por todos os outros libertinos, e eu preciso confessar que ele ganhou meu coração, sim, no entanto não virou meu mocinho favorito da série, não. Ainda assim, que livro lindo! Sério, impossível não ser conquistado por esse casal de protagonistas maravilhosos.

Me surpreendi demais, tanto com a Evie, que se mostrou extremamente corajosa ao ir atrás de um homem com uma fama tão terrível para fazer uma barganha e se livrar daqueles parentes horríveis que tanto abusavam dela, quanto com o próprio Sebastian, que passa por uma jornada de redenção tão maravilhosa que, antes dos 50%, eu já tinha virado cadelinha e queria colocar o personagem no potinho. Mas sou suspeita demais, porque simplesmente adoro romances com este plot de casamento por conveniência. Lisa caprichou na história e com certeza fez por merecer a legião de fãs apaixonados por esse livro.

Escândalos na Primavera

Sinopse:

Daisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braço direito na empresa.

Daisy está horrorizada com a possibilidade de viver para sempre com alguém tão sério e controlador, tão parecido com seu pai. Mas não admitirá a derrota. Com a ajuda de suas amigas, está decidida a se casar com qualquer um, menos o Sr. Swift.

Ela só não contava com o charme inesperado de Matthew nem com a ardente atração que nasce entre os dois. Será que o homem ganancioso de quem se lembrava era apenas fachada e ele na verdade é tão romântico quanto os heróis dos livros que ela lê? Ou, como sua irmã Lillian suspeita, o Sr. Swift é apenas um interesseiro com algum segredo escandaloso muito bem guardado?

Fechando com chave de ouro a série “As Quatro Estações do Amor”, “Escândalos na Primavera” é um presente para os leitores de Lisa Kleypas, que podem ter certeza de uma coisa: embora as estações do ano sempre terminem, a amizade desse quarteto de amigas é eterna.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Daisy é a última das “flores secas” ainda solteira, e seu pai se cansou de esperar que ela escolha um marido, por isso decidiu casá-la com Matthew Swift, seu funcionário mais fiel e o homem perfeito para cuidar de seu legado quando ele se for. A Bowman caçula não fica nada feliz com isso, mas ela se surpreende ao descobrir que o jovem pedante que detestava mudou bastante e se tornou um belíssimo exemplar masculino, além de ter ficado bem menos insuportável do que ela se lembrava. No entanto, ele tem um passado sombrio que o persegue e, talvez, acabe com a chance de felicidade dos dois.

Matthew é meu mocinho favorito da série. Sério, que homem maravilhoso!  Um verdadeiro cavalheiro e tão encantador, tão apaixonado… A forma como ele olha pra Daisy e pensa nela fez meu coração se derreter. E saber o quanto ele já sofreu na vida me deu um aperto no peito, mais um pro grupo de personagens que queria colocar no potinho. Esse livro realmente aqueceu meu coração, é absolutamente perfeito!

Uma Noite Inesquecível

Sinopse:

O Natal está se aproximando e Rafe Bowman acaba de chegar a Londres para uma união arranjada com Natalie Blandford. Com sua beleza estonteante e o físico imponente, ele tem certeza de que a linda aristocrata logo cairá a seus pés. No entanto, seus terríveis modos americanos e sua péssima reputação de farrista deixam Hannah, a prima da moça, chocada. Determinada a proteger Natalie, ela vai tornar a tarefa de cortejar a jovem muito mais difícil do que Rafe esperava. Hannah, porém, logo começa a se importar mais do que gostaria com o rude pretendente da prima. Rafe, por sua vez, passa a apreciar um pouco demais a companhia de Hannah, uma mulher forte e pragmática com um coração doce e gentil. E quando Daisy, Lillian, Annabelle e Evie, quatro amigas inseparáveis que já conseguiram encontrar o homem de seus sonhos, decidem agir como cupidos, quem sabe o que pode acontecer? “Uma Noite Inesquecível” é uma viagem mágica pela Londres vitoriana, com os diálogos espirituosos e personagens memoráveis que consagraram Lisa Kleypas como uma das autoras de romances de época mais aclamadas pelo público. Nesta continuação da série “As Quatro Estações do Amor”, os mais cínicos se tornam românticos e até os mais tímidos suspiram, arrebatados de paixão.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Quem não ama uma história natalina, né? Quando é escrita por uma autora talentosa como Lisa Kleypas, então… Impossível não se encantar com a aura mágica das festividades de fim de ano.

Nessa novela, conhecemos Rafe, o irmão de Lillian e Daisy, que veio para a Inglaterra para se casar com Natalie Blandford, a filha única de um lorde titulado, condição imposta pelo pai para que ele possa ganhar uma posição mais importante nos negócios da família. Só que, em vez de se encantar por Natalie, o coração dele começa a bater mais forte por Hannah, a prima “menos favorecida financeiramente” e também acompanhante da lady.

Hannah tem a pior primeira impressão possível de Rafe, por isso decide fazer o possível e o impossível para impedir esse matrimônio (Kate Sheffield, é você?). Ela só não esperava descobrir um homem maravilhoso por trás da aparência libertina e começar a sentir uma atração tão forte por ele

Eu amei demais essa história, a autora encerrou “As Quatro Estações do Amor” com chave de ouro. Foi uma leitura super rápida e deliciosa, que me prendeu e me encantou da primeira à última página. E foi especialmente maravilhoso ver as cenas dos outros casais da série, um presente mais do que especial da Lisa pros leitores.

E é isso, meus amores! Mas e vocês, já leram algum livro da Lisa Kleypas? Têm algum queridinho? 🤔🤔🤔

4 comentários sobre “Resenha: As Quatro Estações do Amor, Lisa Kleypas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s