Resenha: A Órfã da Oliveira, Mirella Sichirollo Patzer

Oi, meus amores! Tudo bem com vocês? Vim trazer a resenha de mais um romance de época arrebatador que se passa na Itália, espero que gostem de conhecer esta história! ❤

Sinopse:

Um Juramento de Sangue para casar seus primogênitos une as famílias Benevento e Ventura.

Duas mulheres. Uma maldição lançada por ciúme. E um segredo que pode destruí-las!

A superstição antiga de que gêmeos não idênticos só podem ser fruto de pais diferentes.
Uma gêmea é levada com apenas um anel de ouro e um cobertor de brocado como pistas de seu passado, e deixada embaixo de uma oliveira em frente a um pequeno convento. A criança recebe o nome de Olivia e é criada pelas freiras.
Ela conhece Luca, e o amor entre eles é incontestável. Mas Luca já estava noivo.
Conseguiria Luca evitar o casamento para ficar com Olivia?
O passado de Olivia poderá afastá-los para sempre?
O destino dá uma reviravolta e vem à tona algo que ninguém poderia prever…

De duas vilas vizinhas no coração da paisagem toscana à elegância de Siena; de um mundo repleto de superstições antigas a uma cultura onde a honra da família é primordial, este é um romance multi-camadas das vidas, amores, segredos e esforços de duas mulheres e suas famílias no século XIII.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟

Eu confesso que comecei este livro com um medinho de sofrer, porque minha outra experiência de leitura com a autora, A Noviça, foi um romance que me arrancou muitas lágrimas; e eu não estava totalmente enganada, realmente temos muitas tragédias nesta história, principalmente no início, mas a leitura é infinitamente mais leve do que a anterior.

“A Órfã da Oliveira” é dividido em duas partes, e, na primeira, conhecemos Enrico e Carlo, dois grandes amigos cujos laços se estreitam ainda mais na guerra, o que os leva a fazer um juramento de sangue, prometendo entregar seus filhos primogênitos em casamento. Sem saber, eles acabarão provocando inúmeras dores a seus filhos, ao roubar deles a escolha de quem devem amar.

Enrico e Carlo são casados com mulheres completamente diferentes entre si. Felicia, a esposa do primeiro, é uma mulher trabalhadora e apaixonada pelo marido, a única coisa que falta para ela ser completamente feliz é um filho. Já Prudenza, a mulher de Carlo, é dona de uma grande beleza, mas possui um coração cheio de ganância e inveja que a impede de ser feliz, por mais privilegiada que ela seja.

Após tentar de tudo para engravidar, Felicia finalmente procura a curandeira da vila, que consegue ajudá-la a realizar seu maior sonho. Só que sua felicidade provoca a inveja de Prudenza, que lança um mau olhado sobre ela e reaviva o mito de que gêmeos não idênticos são filhos de pais diferentes. Isso desperta o ciúme em Enrico, turvando o amor e a confiança que ele sempre teve na esposa. Só que o feitiço acaba se voltando contra a feiticeira, e Prudenza se vê na mesma situação que sua rival, ao dar à luz filhas gêmeas bem diferentes uma da outra, o que a “obriga” a se desfazer de uma delas para não manchar sua própria reputação; e isso provoca uma culpa que Prudenza carregará para o resto da vida.

Na segunda parte, acompanhamos as consequências do terrível ato cometido por Prudenza, que involuntariamente sentenciou ambas as filhas à infelicidade, já que o destino conspira para que o juramento de sangue se cumpra, fazendo com que Olivia, a órfã da oliveira (nome recebido porque ela foi encontrada embaixo de uma árvore dessa espécie), e Luca, o primogênito de Enrico e Felicia, se apaixonem perdidamente um pelo outro. Inclusive, eu preciso dizer que simplesmente amei o primeiro encontro entre esses dois! É uma cena bem clichê, mas tão linda, sensual e gostosa de ler que, sério, me encantou completamente. Pena que esses dois precisem sofrer tanto para ficar juntos… E não são os únicos, já que Giustina e Lorenzo, os filhos caçulas, também acabam se apaixonando um pelo outro, mas não podem ficar juntos devido ao noivado da jovem com Luca.

Ai, gente, esses dois casais são tão fofos! Os romances acontecem bem depressa, mas a autora construiu a história deles de forma tão bonita, que me vi torcendo loucamente pelos dois e sofrendo com as dores que precisaram passar por culpa das ações de uma mulher mesquinha e invejosa. Mas, se não fosse por isso, não teríamos história, né? Então não vou reclamar… Não muito, pelo menos!

Acho que acabei falando muito, mas fiquem tranquilos que não revelei nada de mais, e vocês precisarão ler para descobrir se Lorenzo, Luca, Giustina e Olivia conquistaram um final feliz ou se algum deles se perdeu no meio do caminho, e também para saber se Prudenza pagou pelos erros que cometeu. Se gostam de histórias cheias de dramas familiares, intrigas, segredos e reviravoltas, mas também romances cativantes e que aquecem o coração, “A Órfã da Oliveira” foi feito para vocês. Minha única reclamação é que achei o final meio corrido e o desfecho um pouco fácil, mas isso não estragou minha experiência de leitura de forma alguma e nem diminuiu meu amor por esta história. Recomendo!

E é isso, meus amores! Se ficaram interessados em dar uma chance a este livro, ele está disponível em e-book na Amazon e pode ser lido gratuitamente por quem assina o Kindle Unlimited. Link de compra: https://amzn.to/3cPwyb1.

Obrigada pela visita, beijos e até o próximo post! 😘😘😘

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s