Resenha: A Filha do Coronel (Os Garretys de Wyoming #2), Merline Lovelace

Oi, meus amores! Vim trazer a resenha de um livro imperdível para os fãs de histórias que se passam no velho oeste americano. O primeiro volume da série, “A Esposa do Soldado”, já foi resenhado aqui. Agora bora pras minhas considerações sobre a leitura! ❤

Sinopse:

Sob a fachada elegante de uma jovem educada numa escola de boas maneiras, está a filha de um soldado que sabe montar, atirar e apostar numa mesa de jogo com os melhores. É por isso que Suzanne Bonneaux embarca calmamente na infame diligência Cheyenne-Deadwood para procurar uma amiga de longa data antes que a neve do inverno apague sua trilha. Quando a diligência é saqueada, um tiroteio mortal a coloca cara a cara com o notório Black Jack Sloan, um pistoleiro rude e atraente que exala o tipo de perigo que moças sábias se esforçam para evitar. Unidos por circunstâncias desesperadoras, Suzanne força Jack a escolher entre vingar seu passado ou encontrar um futuro em seus braços.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟

“A Filha do Coronel” é protagonizado por Suzanne Bonneaux, a filha da mocinha do livro anterior, a quem conhecemos como uma garotinha geniosa. E seu gênio ficou ainda mais terrível com o tempo. Prova disso é que ela partiu sozinha atrás da amiga Águas Claras (quem leu “A Esposa do Soldado”, provavelmente se lembra daquela indiazinha fofa chamada Pequena Ave), antes que sua tribo partisse para a nova reserva designada aos Arapaho, correndo o risco de perderem qualquer contato para sempre. Tudo ia bem, até a diligência na qual viajava ser assaltada e seu caminho se cruzar com o de um misterioso homem que tem a vingança como único propósito.

Jack Sloan está a caminho de concluir sua vendetta, dando fim à vida do último responsável pela morte de sua família. O que menos precisava era ter seus planos adiados pela mulher mais exasperante que já conheceu, mas mesmo quando Suzanne se mostra plenamente capaz de cuidar de si mesma, ele não consegue afastar-se dela, e juntos atravessarão o oeste americano e viverão uma aventura emocionante com direito a sequestros, trocas de tiros, apostas e, claro, recheada a muita paixão.

“A Filha do Coronel” é um livro para o qual eu facilmente daria 5 estrelas, porque realmente adorei a trama, que tem todos os ingredientes que conquistam a gente nos faroestes clássicos. Suzanne e Jack formam um casal apaixonante. Ela é uma mulher incrível, super forte e decidida (cof cof, teimosa), e que sabe se virar muito bem. Jack se acha um vilão, mas logo fica claro que, apesar de ter tomado decisões não muito corretas, ainda tem um forte senso de honra. Quando conhecemos sua história, é impossível não ficarmos do lado dele e sofrermos pelo garotinho que teve sua vida destruída de forma tão terrível no passado. E além de Jack e Suzanne, ainda revemos os mocinhos de “A Esposa do Soldado” e conhecemos um casal secundário extremamente cativante. No entanto, certo evento traumático – e completamente desnecessário, na minha opinião – no final acabou com minha alegria. Eu não tenho problemas com violência e perdas ao longo do livro, porém elas devem acrescentar de alguma forma à história. Só que isso não aconteceu, foi tudo tão rápido, que até levei um tempinho para assimilar o baque. Apesar disso, foi uma ótima leitura.

Disponível em e-book na Amazon: https://amzn.to/2KxaPal.

E é isso, meus amores! Espero que tenham gostado de conhecer esta história. Obrigada pela visita, beijos e até o próximo post! 😘😘😘

Um comentário sobre “Resenha: A Filha do Coronel (Os Garretys de Wyoming #2), Merline Lovelace

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s