Resenhas: A Carta + Série Contos de Natal, Flávia Padula

Oi, meus amores! Vocês também gostam de histórias que se passam naquele climinha gostoso do natal? Se a resposta for sim, tenho certeza de que vão amar esta dica de leitura. São novelinhas independentes, mas que se conectam entre si de alguma forma. Bora conhecer cada uma delas? ❤

A Carta

Sinopse:

Meredith Willcox, a condessa de Durant, ficou viúva há pouco tempo e vive isolada no norte da Inglaterra, sem qualquer plano de voltar a Londres. Até que ela recebe a visita de Farell Stanford, sobrinho de seu falecido marido e a quem ela amou com todas suas forças no passado, o mesmo homem que a desgraçou, abandonando-a sem piedade. Farell viajou por dias até Pharousburg, para que o testamento de seu tio se cumprisse e ele pudesse finalmente se vingar daquela vil mulher, que destruiu seu coração e ainda casou-se com seu tio por interesse. Entretanto, a forte nevasca o prende naquele inóspito lugar, e ele é obrigado a enfrentar seus sentimentos profundos por Meredith e a confrontá-la com a carta que ela escreveu há dez anos. A carta que os separou. Segredos serão revelados e feridas novamente se abrirão de forma devastadora. Pode o amor sobreviver a tantas mentiras?

Disponível em e-book na Amazon: https://amzn.to/2ynBvIi.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Este foi o primeiro livro que li da autora e o responsável por eu me apaixonei por sua escrita. Muito leve, fluída, com descrições ricas, mas não cansativas, e passando os sentimentos de forma muito singela e, ao mesmo tempo, intensa.
Esta é a história de Meredith e Farell, duas pessoas separadas por uma mentira e que, ao longo de dez anos, cultivaram um rancor tão intenso que mal suportam olhar uma para a outra. Porém, algo faz com que sejam obrigados a se colocar frente a frente novamente, e o desejo de vingança tão vorazmente alimentado é colocado em prática. O que eles não sabem, porém, é que possuem um laço inquebrável.
A verdade vai surgindo aos poucos e, a partir de então, é impossível negar que os sentimentos estavam meramente encobertos pela sombra da mágoa. Entretanto, algo ainda mais maldoso se coloca no caminho deles e terão que passar por uma última prova antes de se renderem ao amor.
Gostei muito de como tudo foi construído. É um enredo ágil e sem enrolações desnecessárias, mas muito bonito e com todas as cenas que importam e a construção de uma trama realmente excitante e deliciosa de ler. Recomendadíssima!

A Casa da Colina (Contos de Natal #1)

Sinopse:

1860. A Inglaterra está a pleno vapor com a Revolução Industrial, e não é diferente na pequena Shetwood, onde as minas de carvão se movem dia e noite.
A vida de Phedra Johnson sempre foi difícil, mas ela nunca perdeu as esperanças de dias mais felizes. Nem mesmo quando seu pai morreu e seu primo Scott Fielding apareceu para tomar posse da herança, ela deixou de acreditar que as coisas poderiam melhorar. E enquanto todas as moças de Shetwood querem casar-se com Scott, seu único desejo é manter seu emprego, ser independente e partir para Londres, onde recomeçaria sua vida.
Mas há a Casa da Colina, o lugar em que Phedra nasceu; a pequena Beatrice por quem ela tem um grande carinho; e também há a possibilidade de um novo e poderoso amor. O natal está chegando, e por que não acreditar que boas novas estão por vir?
Descubra neste conto um presente de natal.

Disponível em e-book na Amazon: https://amzn.to/2LN8cSr.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Este livro tem uma ligação com “A Carta”, embora só percebamos isso na sequência, “De Volta à Casa da Colina”, mas é uma trama com menos intrigas do que a outra.
Phedra é uma jovem trabalhadora, mas muito desiludida com a vida, depois de passar por diversos tormentos. Após a perda do pai, seu primo, Scott, herda a casa onde vive com a irmã, Taylor, que é completamente diferente dela, egoísta, mesquinha e dissimulada. A partir disso, Phedra começa a se preparar para deixar a cidade onde cresceu, porém, antes, precisa juntar dinheiro para comprar a passagem para Londres e viver ali até encontrar um novo emprego. Nesse meio tempo, Vincent Turner, um jovem arrogante, sedutor e muito rico, aparece atrás de Scott para tentar convencê-lo a se casar com sua irmã.
Vincent e Phedra se estranham a princípio, mas como não podia deixar de ser, as trocas de farpas escondem uma atração irresistível, que faz com que vão se aproximando aos poucos.
Eu achei uma história muito bonita, mesmo curtinha, e aproveitei bastante a leitura. Pena que acabou tão rápido…

De Volta à Casa da Colina (Contos de Natal #2)

Sinopse:

Beatrice foi adotada por Vincent e Phedra Turner, os condes de Waterford, e eles moram em Londres, onde ela tem uma vida de regalias na nobreza. Os anos passaram, mas a jovem nunca deixou de ser aquela garota das minas de Shetwood, por isso, ela opta por voltar às suas origens e decidir o que fazer de sua vida. Entretanto, Shetwood não é mais aquele simples vilarejo, tornou-se a maior produtora de carvão da Inglaterra industrial, e ela vai encontrar o caos movido pela ambição do dono das minas: Robert Stanford, filho dos duques de Montgomery: Farell e Meredith. E isso vai contra todas as crenças e convicções da jovem. Porém, nem tudo é o que parece ser, e Beatrice ficará dividida entre passado e futuro, em meio ao amor e seus valores. “De Volta à Casa da Colina” é mais um conto de natal como presente para aquecer os corações dos leitores.

Disponível em e-book na Amazon: https://amzn.to/3g8SX4x.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Esta história foi uma agradável surpresa. Dez anos se passaram desde os acontecimentos de “A Casa da Colina”, e aqui os filhos dos protagonistas dos livros anteriores são a estrela da vez.
A história começa com Beatrice, que era apenas uma garotinha linda, inteligente e encantadora no livro anterior e que, ao final, foi adotada por Phedra e Vincent, agora, uma mulher, voltando para a cidade onde cresceu para pensar e decidir se deve ou não aceitar uma proposta de casamento que, embora vantajosa, carece de sentimentos. No entanto, ao chegar à cidade, descobre que as coisas mudaram muito ― e para pior ― desde que ela foi embora. Ela fica indignada ao ver a situação dos trabalhadores das minas, principalmente das crianças, e decide ajudá-los de alguma forma. Isso, porém, acaba incomodando pessoas importantes, entre elas, Robert Stanford, o garoto que conhecemos em “A Carta”, dono das minas. As divergências entre Robert e Beatrice são realmente intensas, mas, conforme o esperado, eles acabam se aproximando ao longo do tempo.
Este livro também me despertou para a questão do trabalho infantil, do quanto isso é prejudicial, ainda mais naquela época, e do quão importantes são as conquistas que tivemos nesse quesito.
Foi mais uma história que me encantou, me divertiu e me envolveu intensamente. 5 estrelas mais do que merecidas.

O Cavalheiro de Shetwood (Contos de Natal #3)

Sinopse:

O dia de Alegra Keller não foi dos melhores. Ela foi abandonada, humilhada e rechaçada de uma forma tão cruel, que, cega pelo desespero, se jogou no lago gelado da propriedade. Entretanto, um corajoso cavalheiro a salva e seu tio os obriga a casar, para abafar o escândalo que se formara na vida da jovem. Alegra não tem muitas expectativas sobre a vida, a não ser encontrar o amor. Contudo, uma pergunta paira no ar: como é o amor e como ele acontece? Será que Alegra será capaz de descobrir esse tão sublime sentimento quando encontrá-lo? Descubra isso em mais este conto de natal.

Disponível em e-book na Amazon: https://amzn.to/2ALzXZq.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Aquele momento em que você fica dividida entre qual série da autora que você gosta é a melhor. Eu sempre penso em “Casamento Arranjado”, mas aí chego em “A Carta” e nos “Contos de Natal” e volto a ficar em dúvida.
A primeira coisa a dizer sobre este conto (ou melhor, novela) é que possui o prólogo mais lindo entre as histórias que eu li da Flávia Padula. A reflexão da Alegra sobre o amor é muito bonita e já me deixou ansiosa para saber como ela encontraria a sua alma gêmea, aquela que teria a difícil missão de corresponder às grandes expectativas que ela alimentava.
A partir do primeiro capítulo, eu fiquei um pouco decepcionada ao ver que ela aparentemente havia desistido daquilo que defendeu com tanta erudição no prólogo e estava se contentando com um relacionamento morno ou, pior, sofrendo por ele ter sido desfeito. Mas, assim que ela tentou cometer uma loucura e seu caminho se cruzou com o do Gregory, eu voltei a me animar com a história.
O Greg já foi apresentado ligeiramente em “De Volta à Casa da Colina” e aparentava ser um cara bacana, mas ainda assim foi uma grande surpresa quando ele se revelou um verdadeiro príncipe aqui. Eu me apaixonei por ele, com seu jeito protetor, atencioso e gentil com a Alegra, que já tinha uma autoestima muito baixa por causa dos maus-tratos sofridos com o tio (aliás, parece que os tios nessa série não são caras muito bacanas. Já tinha reparado nisso desde “A Carta”). O sentimento entre eles se desenvolve muito rapidamente, mas com toda a delicadeza e inocência dos romances vitorianos clássicos, o que também foi uma coisa positiva, embora eu também goste das histórias mais picantes da autora.
Além dos protagonistas, é importante destacar a participação da Anne, a melhor amiga da Alegra. É uma personagem com um caráter dúbio e que podemos amar e odiar com a mesma facilidade, ou, como eu, alternar entre os dois sentimentos conforme suas ações se desenrolam. Adorei o final dela, foi uma surpresa também, já que geralmente as histórias terminam com tudo às claras e aqui aconteceu de forma diferente.
Enfim, aqui estão minhas 5 estrelinhas, embora eu ache que o conto teria ficado ainda melhor com um desenrolar um pouco mais lento no final.

Meu Querido Primo (Contos de Natal #4), Flávia Padula

Sinopse:

1872. Anne Bouth, filha única do Conde de Everleigh, apaixonou-se pelo homem errado e acabou desonrada. Ele a abandonou sem qualquer piedade, deixando Anne com o coração carregado de amargura e desespero, e certa de que os homens não valem nada. Quando o lindo e atraente Quentin Winslet, o primo do suposto pai de seu filho, surgir disposto a tudo para tirá-la do caminho e não ter que dividir a herança com o filho bastardo que ela carrega, Anne não medirá esforços para conseguir o que deseja, mesmo que tiver que enganar pessoas boas e, ainda assim, manter seu coração afastado de qualquer sentimento mais intenso.

Disponível em e-book na Amazon: https://amzn.to/2ZpcsQg.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟

Eu gosto muito de quando a Flávia Padula coloca antagonistas de livros anteriores como protagonistas em um próximo (assim como fez em Vladimir), as reviravoltas advindas disso costumam ser maravilhosas. E embora Anne não tenha sido uma vilã, propriamente dita, seu caráter dúbio me deixou curiosa para ver o que aconteceria com o engodo que ela criou no fim de “O Cavalheiro de Shetwood”.
Anne torna-se protegida de Rickman, o pai do homem que morreu afogado após tentar violentá-la no conto anterior, mas não tardamos a descobrir que ele não é tão bonzinho como sempre aparentou e que o fruto não cai longe do pé, se é que vocês me entendem…
Quentin, o sobrinho de Rickman e seu atual herdeiro, chega à propriedade e desgosta de Anne à primeira vista, mas o homem não se importa e coloca como condição para que receba sua herança que ele se case com Anne, o que realmente acaba acontecendo. E apesar de suas desavenças iniciais, o convívio vai fazendo com que os dois se aproximem aos poucos. Mas será que o relacionamento se manterá quando a verdade vier à tona e Quentin descobrir a real identidade do pai do filho que Anne carrega? E ele também tem seus próprios segredos…
Conhecemos ainda as irmãs de Quentin, e eu gostei demais das duas. Inclusive, certo acontecimento relacionado a uma delas deixou um gancho para o que acredito ser a próxima história. Estou ansiosa para lê-la!
Enfim, eu curti bastante esta história. Foi uma leitura rápida, envolvente e com reviravoltas interessantes, como tudo que a Flávia Padula escreve. Só estou dando 4 estrelas por conta da revisão, que deixou um pouco a desejar.

E é isso, meus amores! Espero que tenham gostado dessa dica de leitura. Se conhecerem mais histórias que se passam no natal, falem nos comentários. Obrigada pela visita, beijos e até o próximo post! 😘😘😘

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s