Resenha: A Amante do Alemão (Homens do Sul #2), Diane Bergher

Oi, meus amores! Tudo bem com vocês? Vim dar minha opinião sobre mais um romance de época escrito por uma autora parceira incrível. O primeiro volume da série, “A Noiva do Italiano”, já foi resenhado no blog, cliquem aqui caso ainda não tenham visto. Agora, bora ao que interessa! ❤

Sinopse:

Lucila é a primogênita do Coronel Junqueira, um estancieiro amargurado que vive no sul do país e que viu sua fortuna se desfazer ao mesmo tempo em que ocorreu a Abolição da Escravatura e a Proclamação da República. O conturbado casamento de seus pais marcou Lucila e a tornou uma descrente no amor. Quando um grande segredo foi revelado, Lucila decidiu abandonar a Estância em busca de liberdade e de uma nova vida.
Do outro lado, há Peter Zimmer, um alemão que aceitou a um convite para servir como médico em uma pequena vila de imigrantes italianos. Essa era a oportunidade perfeita que esperava para que pudesse desvendar um grande mistério do passado e buscar justiça devido a uma desgraça que separou sua família.
Contratada para ser assistente do charmoso médico, Lucila, a contragosto, acaba sentindo-se atraída por ele e luta contra os sentimentos que ele lhe desperta, temendo ser consumida pela infelicidade, assim como acontecera com sua mãe.
De uma repentina paixão poderá um homem ser capaz de curar a alma amedrontada de uma mulher?

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟

“A Amante do Alemão” nos traz a história de Lucila, a mais velha das irmãs Junqueira, uma mulher bela, inteligente, bem educada e dona de um dote generoso, atributos mais do que suficientes para convertê-la numa excelente esposa. Só que, após ser testemunha do tratamento cruel que o pai dava à sua mãe, Lucila não quer nada com o casamento ou com o amor.

No final de “A Noiva do Italiano”, vimos que ela finalmente saiu de debaixo do jugo paterno e tomou as rédeas da própria vida, ao deixar o lugar no qual nasceu e partir para a casa de Aurora, sua irmã caçula. No entanto, depender da generosidade do cunhado não é exatamente a ideia que Lucila tem de liberdade, por isso quando o novo doutor chega à Felicidade com a necessidade de uma secretária, ela fica mais do que satisfeita em ocupar a vaga. O problema é a atração irresistível que sente logo que conhece seu patrão…

Peter Zimmer é um alemão que cresceu no Brasil, mas, aos quinze anos, voltou para a Alemanha a fim de estudar medicina. Ele acabou de retornar ao país para cumprir uma promessa feita à mãe em seu leito de morte: descobrir o paradeiro do pai, que desapareceu misteriosamente há quase duas décadas. Uma investigação meticulosa o levou até o sul, de modo que, quando recebe a proposta de assumir o posto de médico em Felicidade, agarra a oportunidade sem demora. Junto do cargo, recebe também uma assistente que o encanta e aquece seu sangue logo no primeiro encontro…

Peter e Lucila resistem o máximo que conseguem ao que sentem um pelo outro, mas quando se dão conta de que são correspondidos, acabam se rendendo ao desejo e iniciando um romance tórrido e permeado de paixão, sem qualquer compromisso. O difícil é convencer o coração a ficar de fora da jogada…

Além de Peter, conhecemos também Matilde, a irmã caçula do alemão, uma jovem espevitada que rapidamente se tornará amiga das Junqueira e acabará botando os olhos em alguém que conhecemos muito bem…

Como sempre, Diane Bergher nos presenteia com uma história leve e envolvente, que aquece nosso coração a cada página. E da mesma maneira que fez no livro anterior, traz diversos elementos da cultura gaúcha, bem como da italiana e, agora, também da alemã, para enriquecer a obra. Ainda nos dá a resposta para certo mistério que ficou pendente em “A Noiva do Italiano”. Minha única “reclamação” é que achei o desfecho rápido e fácil demais, mas a verdade é que vibrei tanto com o que aconteceu, que, sinceramente, isso é o que menos importou para mim. Se querem uma leitura ágil e gostosinha, este é o livro perfeito.

Disponível em e-book na Amazon: https://amzn.to/3e6MB4E.

E aí, gostaram de conhecer esta história? Espero que sim. Obrigada por lerem até aqui, beijos e até o próximo post! 😘😘😘

Um comentário sobre “Resenha: A Amante do Alemão (Homens do Sul #2), Diane Bergher

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s