Resenha: Adequada (As Irmãs Moore #3), Larissa Gomes

Oi, meus amores! Finalmente entramos nas resenhas das leituras de 2020 (uhuuuul), e para abrir este ano com chave de ouro, decidi falar de um livro nacional maravilhoso, do meu atual gênero literário favorito: romance de época ah vá. Os volumes anteriores da série também já foram resenhados no blog, cliquem aqui caso ainda não tenham visto. Espero que gostem! ❤

Sinopse:

Inglaterra, 1820.

Apesar de ser detentora de uma beleza ímpar, e seus inúmeros encantos sempre citados, Margot Rose Davon Moore era uma solteirona.
Entretanto, ao contrário do que se possa imaginar, a situação e o título não incomodavam a moça, que já estava no auge de seus 23 anos.
Para a caçula do honorável (e já falecido) barão de Okehampton, as chances de um bom matrimônio haviam deixado de existir assim que sua irmã um ano mais velha, Sophie, fugira de casa, alguns anos atrás. Diferente do que se poderia esperar, porém, Margot não lhe nutrira desafetos por tal fato, apenas… Gratidão.
Durante toda a sua vida fora educada pela mãe exclusivamente para encontrar e agradar a seu futuro marido, mas havia descoberto ainda bastante jovem que desejava algo muito diferente para si.
Em segredo, Margot era apaixonada pelo conhecimento, e seguiria bastante feliz tendo-o exclusivamente como seu companheiro de vida.
Para a completa transformação de seus planos, entretanto, antes do início de mais uma de suas desastrosas temporadas na sociedade londrina, aquela inesperada carta chegou.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Se vocês me acompanham no Instagram ou no Facebook, com certeza já enjoaram de me ouvir falar desta série, pela qual sou completamente apaixonada. Larissa Gomes é, na minha opinião, uma das melhores autoras de romance de época nacionais, tanto pela escrita fluida e deliciosa, quanto pela capacidade de criar personagens tão incríveis e apaixonantes, além de histórias tão envolventes e viciantes, possuindo ainda um conhecimento histórico que enriquece grandemente suas obras (para quem não sabe, ela é formada em história, o que diz muito sobre a qualidade de sua ambientação). Eu não sei explicar o amor que tenho pelos livros de cada uma dessas irmãs e, após ler os de Catherine e Sophie, não poderia estar mais ansiosa pelo da Margot também, embora a personagem não fosse a minha preferida, sou obrigada a confessar.

Vocês sabem que eu amo livros curtinhos, que vão direto ao ponto, afinal eu já indiquei vários deles por aqui, mas, da mesma forma, também adoro histórias mais densas, romances que são construídos aos poucos. A cada olhar, a cada diálogo, a cada gesto. Se você não curte esse tipo de história, “As Irmãs Moore” definitivamente não é para você. No entanto, se ao contrário, você gosta de vibrar a cada interação entre o casal, torcer pelo próximo encontro, ver os sentimentos nascendo sem que os personagens percebam e de gritar quando finalmente se dão conta e rendem-se à paixão, esses três livros, sobretudo “Adequada”, irão ganhar seu coração assim como ganharam o meu.

A Larissa consegue nos surpreender sempre. A gente tem certeza de que a história vai tomar determinado rumo e, do nada, ela faz com que quebremos a cara (no bom sentido, que fique claro) e cria algo totalmente diferente do que esperávamos. Neste livro, isso acontece quando pensamos que conhecemos Margot, a Moore caçula. Como eu mencionei anteriormente, não era a maior fã da personagem, mas isso aconteceu apenas porque todas as impressões que foram passadas em “Protegida” e “Renascida” estavam completamente equivocadas.

Margot não é a dama esnobe e arrogante que sempre aparentou, mas uma jovem que, a vida toda, teve as asas podadas pela mãe, até que escondeu-se na concha da “perfeita flor inglesa”, apática e incapaz de demonstrar a menor personalidade. No entanto, é só se ver livre da influência terrível daquela que a deu a luz, para revelar um lado extremamente cativante, uma inteligência aguçada, uma curiosidade genuína a respeito de tudo que a cerca e gostos pouco convencionais que a tornam uma mulher verdadeiramente a frente do seu tempo, ainda mais do que suas irmãs. E essa combinação de fatores dificulta a vida de seu novo marido, tornando-o incapaz de manter-se indiferente a seus inúmeros encantos.

Eu amo histórias com casamento de conveniência, é um dos temas que mais me atraem num romance de época. Tem coisa mais gostosa do que ver mocinho e mocinha entrando no matrimônio crentes de que tudo não passará de um acordo de negócios e aí, com a convivência imposta pelas circunstâncias, irem conhecendo melhor um ao outro e apaixonando-se aos poucos? Ai, eu adoro! E é melhor ainda quando eles são resistentes à ideia de se envolver. E adivinhem: é exatamente o que ocorre aqui. Margot, pela chance de conquistar a liberdade tão almejada (uma das “cláusulas” do “contrato” de casamento) e finalmente poder viver a vida sem amarras, sem a necessidade de dar satisfações de cada um dos seus passos, e Mattheo, pela vontade de dedicar a vida inteiramente à ciência, ainda mais agora que goza do prestígio e acesso que só o matrimônio com uma dama inglesa poderia lhe conceder (posso dizer, sem medo de errar, que esse foi o mocinho que mais torci para quebrar a cara e sofrer um pouquinho antes de conquistar a amada. Ele é maravilhoso, mas tá para ter mais lerdo e cabeça-dura). Só que nenhum deles está preparado para descobrir tantos interesses em comum, nem para o desejo intenso que despertarão um no outro. E nessa equação ainda entrará Ian, um escocês desbocado e completamente avesso à pompa aristocrática perfeitamente representada em Margot, mas que, ao descobrir a verdadeira personalidade da nossa mocinha, ficará irremediavelmente atraído por ela. Quem será que Margot escolherá? Só lendo para descobrir, mas garanto que valerá a pena cada página.

É isso por hoje, meus amores. Se ainda não leram essa história, não percam tempo e corram já para ler. “Adequada” está disponível em e-book na Amazon: https://amzn.to/2Rpuj4H. Agora, se já leram esse ou algum dos outros livros da série, contem para mim o que acharam. Estou curiosa para saber. Obrigada por lerem até aqui, beijos e até o próximo post! 😘😘😘

Um comentário sobre “Resenha: Adequada (As Irmãs Moore #3), Larissa Gomes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s