Resenha: A Noiva do Italiano (Homens do Sul #1), Diane Bergher

Sinopse:

Aurora Junqueira apenas queria ser amada pelo pai, um amargurado estancieiro do sul do país que viu sua fortuna se desfazer junto com a abolição da escravatura e a proclamação da república. Um segredo do passado marcou a vida da jovem e meiga Aurora, fazendo-a ser desprezada por aquele que deveria amá-la incondicionalmente.

Do outro lado, Matteo Bertoluzzi, um imigrante italiano determinado a prosperar em terras brasileiras, se oferece para dar fim às dificuldades financeiras da Estância Santa Rita exigindo em troca a mão de uma das filhas do Coronel Junqueira, pois era uma forma de expandir seus negócios e se valer do peso do sobrenome Junqueira para prosperar no Novo Mundo.

O velho estancieiro não pensa duas vezes em negociar a mão de sua caçula, e Aurora se vê noiva de um desconhecido imigrante italiano, sendo levada a conhecer um mundo diferente daquele em que cresceu.

De um casamento forjado a partir de meros interesses, poderá um homem amar uma mulher?

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

A Noiva do Italiano é um doce e apaixonante romance ambientado na serra gaúcha no finalzinho do século XIX e retrata a vinda dos imigrantes para o Brasil em busca de recomeço e novas oportunidades de trabalho, já que grande parte da Europa estava passando por uma crise terrível naquele momento. É marcado pela escrita leve e deliciosa da Diane Bergher, que tantas vezes já me encantou nos vários livros seus que tive o prazer de ler. Aqui ela caprichou ao trazer tantos elementos da cultura italiana pra história: os pratos típicos, as danças, as festas, alguns termos da língua que me fizeram imergir de tal forma nos acontecimentos que logo me vi escutando as falas dos personagens ditas com aquele sotaque maravilhoso.

Nossa mocinha, Aurora, é a filha caçula de um temível e respeitado coronel, mas nunca recebeu qualquer afeto por parte dele. O que ela desconhece é que o motivo de tamanha rejeição é o fato de ser fruto de uma relação extraconjugal da mãe com um alemão, todavia o imenso orgulho do coronel fez com que preferisse assumi-la a fazer o papel de corno diante da sociedade. Ainda assim, desconta nela o rancor provocado pela traição da esposa, fazendo-a sofrer imensamente.

A vida de Aurora começa a mudar, porém, no dia em que um italiano bate à porta do coronel e pede a mão de uma de suas filhas em matrimônio. Ele nutre um ódio terrível em relação aos imigrantes desde que foi traído pela mulher, mas a vantagem financeira oferecida pelo acordo nupcial é grande demais para que a recuse. No entanto, em vez de oferecer a mão de uma de suas filhas “legítimas”, usa Aurora como moeda na barganha. Assim a jovem é obrigada a se casar com um homem que nunca viu e que ela acredita ser incapaz de devotar qualquer sentimento ou consideração a si. Contudo, sabendo que a união beneficiaria suas irmãs, ela acaba aceitando sem reclamar.

Matteo precisou lutar bastante e suportar muito sofrimento, como a perda do pai e do irmão caçula ainda durante a travessia do Atlântico, para conquistar a fortuna que possui no começo do nosso livro. Entretanto, mesmo com todo o sucesso obtido por meio do trabalho duro, não possui o prestígio que deseja entre os brasileiros. Por causa disso, decide escolher uma esposa dentre as famílias mais importantes da região. Ele só não esperava ser tão intensamente cativado por sua prometida, que mais se assemelha a um anjo, com a pele alva, os cabelos dourados e lindos olhos azuis que transbordam de inocência e doçura. Deste modo, aquilo que era para ser uma mera união por interesse, converte-se numa linda história de amor.

Eu sou apaixonada por romances que retratam casamentos por conveniência. Adoro ver os sentimentos nascerem da convivência, das experiências compartilhadas e daquele conhecimento que só podemos nutrir sobre o outro com o tempo passado junto. Matteo é carinhoso, protetor e extremamente sedutor, conquistando aos poucos a confiança de Aurora, mostrando-lhe que, apesar do motivo que inicialmente o fez unir-se a ela, deseja mais do enlace entre os dois. Aurora foi ficando mais forte e ganhando fé em si mesma, ao encontrar alguém que dá o valor que merece. Eles precisam passar por muita coisa, mas uma delas, em especial, foi o que despertou meu amor por este livro. Não vou dar spoiler, porém é algo tão difícil, mas que foi conduzido de uma forma tão bonita, que é impossível não se emocionar ao ler. Sem dúvida, o ponto forte da história.

Além do nosso casal de protagonistas, ainda me vi cativada por diversos outros personagens, como dona Gema, mãe de Matteo, um exemplo de mamma amorosa e protetora, mas que também puxa a orelha quando necessário (e olha que o que não falta é necessidade); Juan, um personagem que chega para causar conflito; e também as irmãs de Aurora, cada uma com sua própria personalidade: Lucila, inteligente, racional e cautelosa, do tipo que sabe colocar panos quentes em qualquer situação; e Bibiana, seu completo oposto, uma jovem geniosa, que diz o que pensa sem pensar nas consequências, o que faz com que sofra pesados castigos na mão do pai. Estou ansiosa por ver as duas ganharem seu próprio final feliz.

Disponível em e-book na Amazon: https://amzn.to/2mkKzXT.

3 comentários sobre “Resenha: A Noiva do Italiano (Homens do Sul #1), Diane Bergher

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s