Resenha | Crooked Kingdon: Vingança e Redenção (Six of Crows #2), Leigh Bardugo

Oi, meus amores! Como vocês estão?

Eu vim trazer a resenha do segundo volume da duologia Six of Crows, mas já aviso que contém spoilers do livro anterior. Se isso pode atrapalhar, de alguma forma, a experiência de vocês, voltem aqui depois de lê-lo. Vocês podem conferir minha opinião sobre as demais obras deste universo incrível aqui.

Sinopse:

“Confiar na pessoa errada pode custar a própria vida.”

Após se safarem milagrosamente de um ousado e perigoso assalto na notória Corte do Gelo, Kaz Brekker e sua equipe se sentem invencíveis. Mas o destino está prestes a dar uma perigosa guinada e, em vez de dividir uma vultosa recompensa, os seis comparsas terão que se munir de forças, de armas e de seus talentos para lutar pelas próprias vidas. Traídos e devastados pelo sequestro de um valioso membro da equipe, o Clube do Corvo agora conta com poucos recursos e aliados, e quase nenhuma esperança. Enquanto isso, forças descomunalmente poderosas se abatem sobre Ketterdam para desenterrar os segredos mais sombrios da potente droga conhecida como jurda parem, ao passo que antigos rivais e novos inimigos surgem para desafiar a perspicácia de Kaz e testar a frágil lealdade de seus parceiros. Agora, todos terão de enfrentar seus próprios demônios, e será preciso muito mais do que sorte para sobreviver à guerra que está se armando nas ruas obscuras e tortuosas desse implacável submundo – uma batalha por vingança e redenção que decidirá o futuro do mundo Grisha.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

No volume anterior, nossos seis bandidos heróis saíram de Ketterdam e arriscaram suas vidas ao invadir a Corte do Gelo, em Fjerda, apenas para descobrir que foram enganados por Van Eck, que pretendia acabar com eles em vez de dar a tão sonhada e prometida recompensa. Nossos protagonistas também conseguiram ludibriá-lo, mas ele levou Inej consigo para obrigá-los a entregar o que deseja. Agora eles precisam arrumar um jeito de resgatar sua colega de equipe e se vingar de todos aqueles que os veem como nada mais do que “ratos de esgoto”. Será que conseguirão? Vão ter que ler para descobrir!

Sério, eu não esperava que Crooked Kingdon fosse ser tão viciante quanto Six of Crows, afinal eles já tinham conseguido invadir a fortaleza mais segura do mundo. O que poderia ser mais espetacular do que isso? Pois bem, aqui eles conseguem se superar novamente. Sem contar que foram deixados ganchos interessantíssimos a ser explorados neste volume: Van Eck machucará nossa querida Espectro? Será que ela realmente precisará de resgate ou escapará sozinha? Como Nina está após tomar a jurda parem? Será que sobreviveu ou perdeu seus poderes? E como Wylan, nosso iti malia do grupo, reagirá após seu próprio pai tentar assassiná-lo? Aliás, aqui ele ganha seu próprio ponto de vista, então finalmente temos a oportunidade de conhecer toda a sua história. Outra coisa que eu esperei BASTANTE para descobrir foi se nossos amados casais teriam seu merecido final feliz. E, gente, foi tudo tão lindo, eu suspirei tantas e tantas vezes, mas também tive meu coração partido. Ai, que dor! Não vou dizer o que a provocou, mas só quem tiver um buraco no peito vai deixar de se emocionar com certa cena. Ainda assim, foi um desfecho maravilhoso e incrivelmente bonito.

Uma das melhores coisas que aconteceu foi matar a saudade de alguns dos personagens que conhecemos na Trilogia Grisha. Mesmo aqueles que não eram tão queridos por lá, ganharam um espacinho no meu coração após o que realizaram aqui. Amei demais! Estou me coçando para vê-los em ação em King of Scars, o livro que abre a duologia protagonizada pelo lindo do Nikolai. Vai ser fantástico! Entretanto, apesar de diversos personagens fazerem sua aparição em Crooked Kingdon, nada rouba o brilho de nossos seis protagonistas. Eles continuam a serem as estrelas dessa história.

Eu preciso endossar minha recomendação dessa série. Vocês PRECISAM ler! Mesmo, mesmo, mesmo. Muita aventura, ação, mistérios e reviravoltas incríveis, além de alguns dos personagens mais densos e interessantes que já encontrei em QUALQUER obra – e modéstia a parte, estamos falando de alguém que lê muito –, esperam por vocês aqui. E eu já falei o quanto esse universo é bem construído? Pois é, não custa repetir! Sem contar que a autora não deixa sequer uma ponta solta na história. E quem gosta de verdadeira representatividade (aprenda, J. K. Rowling!) definitivamente se encontrará nestes livros. Parem o que estão fazendo agora e vão conhecer essa duologia fascinante!

2 comentários sobre “Resenha | Crooked Kingdon: Vingança e Redenção (Six of Crows #2), Leigh Bardugo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s