As Perfeccionistas, Sara Shepard

Oi, meus amores! Tudo bem com vocês? ❤

Além de mim, temos mais algum apaixonado por livros adolescentes por aqui? E não qualquer livro, falo especificamente daqueles que retratam a vida de jovens privilegiados, do tipo que tem tudo e mesmo assim ainda encontra motivos para reclamar; ou que esconde problemas terríveis por trás da riqueza exorbitante e da família aparentemente perfeita.

Eu preciso confessar que é uma espécie de vício para mim, e não se restringe ao meio literário. Sou completamente alucinada por Gossip Girl, Pretty Little Liars, The Lying Game, Garotas S. A., entre outras no mesmo estilo, tanto os romances quanto as suas respectivas adaptações televisivas, ou para cinema, streaming etc. É o tipo de leitura leve, gostosinha e perfeita para distrair a cabeça.

Já fazia alguns anos que eu não lia nada no estilo, mas com a estreia do spin off de Pretty Little Liars, eu decidi finalmente tirar os livros da caixa. E foi delicioso descobrir que não perdi o prazer com este tipo de leitura. A Sara Shepard é absolutamente maravilhosa, adoro esta mulher! Ela disputa com a Kate Brian (autora das séries Exclusivo, que só teve os quatro primeiros volumes publicados no Brasil pela editora Galera, e Privilege, que nunca chegou por aqui) o posto de favorita do gênero no meu coração, embora a Cecily Von Ziegesar (Gossip Girl e It Girl) seja igualmente fantástica. Se gostarem deste post, eu posso falar destas e outras séries por aqui também.

Mas continuando, a nova série, Pretty Little Liars: The Perfectionists, é baseada na duologia de mesmo nome, também escrita por Sara Shepard. A diferença é que os livros de Pretty Little Liars e As Perfeccionistas não têm qualquer ligação uns com os outros. Todavia, convenhamos, não dá para julgar os produtores por terem escolhido colocar as duas adaptações no mesmo universo, afinal é mais fácil emplacar uma série baseada em algo que já faz sucesso do que uma completamente nova. E ao menos a primeira temporada, eu achei incrível. Foi um trabalho muito bem feito que conseguiu mesclar os acontecimentos e os personagens de ambas as séries sem perder a coerência. É claro que mudanças foram feitas, como o fato de a trama se passar na universidade, em vez de no high school; a retirada de duas das protagonistas, Parker e Julie, para acomodar Alison e Mona; a adaptação de Mackenzie para Dylan; o amor aparentemente genuíno entre Nolan e Ava; e a transformação de Taylor em uma garota irmã de Nolan, e não mais de Caitlin. No entanto, a essência dos livros foi mantida, e isso é o que considero mais importante.

As Perfeccionistas nos traz como protagonistas cinco garotas que, aparentemente, não têm nada em comum, exceto o fato de frequentarem o último ano do ensino médio na mesma escola de elite: Beacon Heights High, no estado de Washington. Porém, durante uma aula de filmografia avançada, elas acabam sendo colocadas no mesmo grupo e, em uma conversa, descobrem que tiveram suas vidas arruinadas pela mesma pessoa: Nolan Hotchkiss, o cara mais bonito, mais popular e mais rico do colégio.

Caitlin Martell-Lewis (na série, Park-Lewis) é uma jogadora de futebol talentosa que está pleiteando uma concorrida bolsa de estudos na Universidade de Washington. Coreana e filha adotiva de duas mães, há pouco tempo perdeu o irmão mais novo, Taylor, que se suicidou após sofrer bullying pesado da parte de Nolan. Ela namora Josh Friday, sua contraparte masculina perfeita, também estrela do futebol e que deseja ir pra mesma faculdade que ela. Além disso, as duas famílias são muito próximas e entusiastas do relacionamento dos dois… Entusiastas até demais, o que acaba colocando uma pressão que não deveria existir ali. E, por mais que este pareça o namoro perfeito, divergências entre os dois farão com que Caitlin comece a se interessar por alguém inesperado.

Parker Duvall é a mais misteriosa das garotas. Antigamente, costumava ser a it girl do colégio, a mais bonita, a mais invejada de todas; e também, amiga próxima de Nolan. No entanto, sua vida passava longe de ser perfeita como a imagem que transmitia na escola. Filha de uma mãe relapsa e de um pai extremamente violento, tudo foi virado do avesso no dia em que, ao chegar em casa drogada (por culpa de Nolan, diga-se de passagem, que colocou um comprimido de OxyContin, uma droga que aparece bastante nos livros, sem avisá-la, mesmo sabendo quais poderiam ser as consequências disso), foi ferozmente espancada por seu progenitor, a ponto de ter o rosto completamente desfigurado. E para piorar sua situação, a mãe a culpa pela prisão do marido e a despreza abertamente, razão pela qual ela fica o maior tempo possível longe de casa. Toda sua popularidade se foi juntamente com a boa aparência, e no período em que se passam os livros, ela é praticamente um fantasma na escola, falando apenas com sua melhor amiga, Julie Reeding. Nolan e os demais simplesmente fingem que ela não existe.

Além de melhor amiga de Parker, Julie é também a nova it girl do colégio. Aquela que usa as melhores roupas, tem o cabelo mais bonito e é amada por todos. Contudo, ela esconde um segredo terrível: sua mãe é uma acumuladora, do tipo que é incapaz de jogar qualquer coisa fora, por isso sua casa parece um verdadeiro depósito de lixo; e o que é pior: dezenas de gatos dividem seu espaço, o que torna o lugar uma imundície. A única parte limpa e organizada desse “lar, doce lar” é o quarto dela, que é seu refúgio da podridão que a cerca. Por causa disso, Julie nunca pôde ter um namorado ou levar qualquer amigo, a exceção de Parker, até onde mora. Porém, seu segredo não continuará oculto por muito tempo, e sua vida ficará ainda mais conturbada.

Mackenzie Wright é um gênio da música que toca violoncelo e sonha em ir para Juilliard, a mais prestigiada universidade de artes performáticas dos Estados Unidos. Ela é melhor amiga de Claire Coldwell, que também é violoncelista e sua maior rival para a melhor cadeira da orquestra escolar, além de disputarem uma vaga em Juilliard, já que dificilmente a faculdade admite duas pessoas do mesmo colégio. Claire namora Blake Strustek, o garoto por quem Mackenzie é apaixonada desde sempre. Ele nunca tinha demonstrado interesse nela, mas repentinamente as coisas começam a mudar, e Mac fica dividida entre sua lealdade a Claire e o que sente por Blake. Algum tempo antes, quando Mackenzie não tinha mais esperança de se envolver com quem realmente gostava, Nolan se mostrou interessado nela. E quem seria indiferente a alguém como ele, não é mesmo? Porém, tudo acabou se revelando nada mais do que uma aposta entre amigos com o objetivo de provar que Nolan era irresistível o bastante para fazer até uma garota certinha como Mac tirar a roupa, e eternizar o momento numa imagem, é claro, afinal a humilhação tem que ser completa.

A última das protagonistas é Ava Jalali, uma linda e inteligente garota que namorou Nolan por um bom tempo. Porém, após descobrir que era traída, ela resolveu colocar um ponto final no envolvimento amoroso dos dois. Entretanto, ninguém dá o fora em Nolan Hotchkiss sem sofrer as consequências, por isso, quando ele espalhou que Ava só tirava boas notas em troca de conceder favores sexuais aos professores, todo mundo acreditou. Além disso, Ava possui um péssimo relacionamento com a madrasta, que inferniza sua vida impiedosamente.

Após tomarem conhecimento do quanto Nolan fez mal a todas elas, Caitlin, Parker, Julie, Mackenzie e Ava planejam a maneira perfeita de assassiná-lo sem nunca serem descobertas; tudo de mentirinha, logicamente. E ainda decidem se unir para pregar uma peça que o faça ter ao menos um gostinho do sofrimento que sempre causou aos outros. Só que a brincadeira sai do controle quando, na manhã seguinte à festa na qual levam seu plano a cabo, Nolan realmente aparece morto. Exatamente da forma como elas arquitetaram. Só que, se o responsável não foi nenhuma delas (será?), então quem foi? Façam suas apostas!

Embora As Perfeccionistas seja uma série tipicamente adolescente, o mistério é muito bem construído, de forma que prende nossa atenção e nos deixa ansiosos para descobrir a identidade do assassino, além de provocar um friozinho na barriga, afinal qualquer um pode ter matado Nolan, e o que o impede de ir atrás das nossas meninas ou daqueles a quem elas amam? E o final é surpreendente, garanto! Vai agradar qualquer fã de romance policial ou suspense. Mesmo quando acreditamos já ter todas as respostas, caímos para trás com revelações ainda mais perturbadoras. Bullying, transtornos psicológicos, suicídio, consumo de álcool e drogas, violência familiar, negligência parental, tortura psicológica, entre outros assuntos sérios também são abordados aqui; os dramas enfrentados pelos personagens são mais complicados do que os de outras obras do mesmo gênero, o que me agradou bastante. É a melhor série escrita pela Sara Shepard, na minha humilde opinião.

Confiram abaixo a sinopse dos livros:

As Perfeccionistas

Sinopse:

TOME CUIDADO COM O QUE VOCÊ DESEJA.

Em Beacon Heights, Washington, cinco garotas do último ano do ensino médio sabem que você não precisa ser bom para ser perfeito.

Mackenzie, um gênio da música, quer desesperadamente entrar na Julliard, mesmo se isso significar um dueto com o namorado da sua melhor amiga. A linda Ava não se orgulha de usar sua beleza para conseguir a nota máxima. A atlética Caitlyn está a um gol de uma bolsa de estudos de esporte – isso se ela conseguir dar um tempo no drama do seu relacionamento. A popular Julie tem tudo o que quer – literalmente, graças a sua mãe acumuladora – e vai fazer de tudo para manter o segredo da sua família. Parker, antiga it girl, está experimentando seu lado mais selvagem.

As cinco meninas acham que não têm nada em comum, até que descobrem que odeiam a mesma pessoa: o rico e convencido Nolan, que fez coisas terríveis com cada uma delas. Elas montam o plano de um assassinato perfeito – um assassinato hipotético, é claro. É tudo apenas um desejo… até que elas acordam um dia e descobrem que se tornou realidade. Nolan foi morto – exatamente do jeito que elas planejaram. Mas elas não fizeram isso. Então quem fez?

De repente, as meninas são as principais suspeitas do assassinato. E, a não ser que elas encontrem o verdadeiro assassino, suas vidas perfeitas vão começar a se estilhaçar ao redor delas.

As Garotas Boas

Sinopse:

ELAS SÃO GAROTAS BOAS, MAS NINGUÉM É PERFEITO.

Elas o queriam morto. Mas não o mataram.

Agora mais alguém vai morrer.

E a culpa é toda delas.

— A culpa é nossa — sussurrou ela. — Nós dissemos aqueles nomes e agora todos estão morrendo.

As Perfeccionistas são cinco estudantes do último ano do ensino médio que parecem ter tudo o que querem. Mas foram incriminadas em um assassinato.

Elas podem ter falado sobre se vingar de seu inimigo em comum, Nolan, mas não queriam machucá-lo de verdade. Quando acreditaram saber quem tinha feito aquilo no lugar delas, o caso reabriu de maneira inesperada. Agora parece que alguém descobriu a lista de vingança delas e os nomes estão sendo riscados um por um.

Quem está realmente por trás das mortes? Em quem as garotas podem confiar? E quem será o próximo a morrer?

E então, gostaram de conhecer esta duologia incrível? Ficaram com vontade de ler? Espero que sim, com certeza não iriam se arrepender. Obrigada por lerem até aqui. Beijos e até o próximo post! 😘😘😘

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s