Entrevista – Marcia Reis MacEvan

Eta que já se passaram alguns dias, mas hoje eu voltei com uma nova entrevista. Desta vez, com alguém que, além de ser uma escritora maravilhosa, é também uma amiga muito querida. Espero que gostem de conhecer essa mãe de dinossauros pessoinha incrível! ❤❤❤

Nascida em Eldorado, Mato Grosso do Sul, Marcia Reis MacEvan cresceu em Rondônia, onde viveu por 21 anos. Depois de morar em Porto Velho, Manaus e Brasília, voltou a Ouro Preto do Oeste, cidade do interior de Rondônia. Licenciada em Biologia pela ULBRA, lecionou Ciências, Biologia e Educação Ambiental.

É fã de animes, mangás, livros e Star Trek, o que influenciou em muito sua escrita.

A história de suas publicações começou na faculdade com alguns artigos científicos. Em seguida, conheceu o universo das fanfictions, quando começou a escrever as suas e postá-las em sites como Nyah! Fanfiction e Social Spirit, embora sempre costumasse escrever histórias originais e arquivá-las, até finalmente publicar de forma independente seu primeiro livro, Discovery Earth II – A Missão do Passado (resenha aqui), livro infanto-juvenil de ficção científica que fala sobre desastre ambiental e uma nova chance no espaço para os humanos. Escreveu Maschere – Máscaras da Vida, romance adulto sobre aparências e confiança que teve seu lançamento na Bienal de 2015. No ano seguinte, houve o relançamento de Discovery Earth II e a apresentação de seu novo livro, Flor do Ártico (resenha aqui), um romance passado no Brasil na década de 1960, que fala de amor e superação.

Acompanhem minha entrevista com essa figura:

1 – Se apresente brevemente.

Oi, sou a Marcia Reis MacEvan, autora de livros de romance, leitora e fã de animes e mangas. Sou apaixonada por Star Trek e amo ver filmes e séries.

2 – Quais os gêneros que prefere escrever?

Com certeza, romances bem românticos. Mas, na verdade, escrevo um pouco de tudo – ou quase tudo.

3 – Planeja tentar algum outro? Qual?

“Vou deixar a vida me levar, pra onde ela quiser”.

4 – Qual o seu personagem original favorito? Por quê?

Mathias por enquanto, porque Mael está fazendo o seu melhor para conquistar esse lugar. O personagem principal de Flor do Ártico tem muito em comum comigo. Sempre desconfiado, um pouco quieto com quem não conhece, perdeu a fé no amor de alguma forma.

5 – Qual o livro de que você mais se orgulha? Por quê?

Flor do Ártico, sem dúvida. Essa história foi lapidada durante 2 anos, e exigiu mais que pesquisa e vontade para escrever, exigiu um pouco de mim, um pouco da minha alma também.

6 – Qual seu trabalho mais desafiador? Por quê?

O mais desafiador ainda está sendo escrito, acabei dando uma pausa, mas vou voltar a ele em breve. O título é: A Metade do Meu Coração.

7 – Está escrevendo algum livro nesse momento? Se puder, fale um pouco sobre ele.

Sim, pelo menos dois no momento. Um é o spin off de Apenas uma Noite, que sairá sob o pseudônimo de Sharon Reddy. O outro, ainda sem título definitivo, é um romance lindamente inspirador. Por enquanto, é só o que posso dizer.

8 – O que inspira sua escrita?

A vida, as pessoas, a música, a leitura, a arte.

9 – Qual seu sonho como autora?

Que mais leitores possam conhecer minhas histórias, e que eu possa me aperfeiçoar.

10 – Fale sobre seus planos futuros para a escrita.

Não faço muitos planos. Isso me ajuda a controlar a ansiedade, que é bem comum nesse meio. Quero só progredir, aperfeiçoar.

11 – Quais seus autores e livros favoritos (nacional e estrangeiro)? Fale um pouco sobre eles. Existe algum que acha que todo mundo deve ler?

Estrangeiros têm muitos, mas vou citar um que sempre comento: As Mulherzinhas, de Louise M. Alcott, um clássico que conta a história de 4 irmãs em meio às dificuldades que a ida do pai para a Guerra Civil traz sobre a família. Elas têm sonhos, frustrações e são criativas de um modo incrível. Nacional fica difícil indicar, porque são tantos maravilhosos, mas vou citar pelo menos 3 que me chamaram bastante a atenção: Esmeralda, da Josiane Veiga; Damien, da Anne Marck; e O Anjo e a Fera, da Elissande Tenebrarh. No entanto, isso não significa que sejam só esses, tem pelo menos uma dezena de outros livros que eu indicaria com tranquilidade. Eu diria que muitos livros da Bíblia têm ensinamentos incríveis, que fariam um mundo melhor se as pessoas apenas os seguissem. Um livro que me conquistou recentemente foi O Pequeno Príncipe.

12 – Qual o seu personagem favorito (em livros de outros autores)? Por quê?

Gosto muito da Jô March, de As Mulherzinhas; da Esmeralda, do livro de mesmo nome, e da Masha, que faz parte da Saga dos Reinos; além de Elizabeth Bennet, de Orgulho e Preconceito. Todas elas pelo mesmo motivo: são mulheres além do seu tempo, fortes sem deixarem de ser mulheres.

E então, o que acharam dessa mocinha? Loucos para conhecer os livros dela? Eu recomendo a maioria deles para quem gosta de histórias de amor doces e românticas (confiram as resenhas e outros posts relacionados à autora aqui). Era isso por hoje, beijos e até o próximo post! 😘😘😘

Um comentário sobre “Entrevista – Marcia Reis MacEvan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s